Empresa de ex-senador Cidinho Santos é um dos alvos da PF

Suspeita é que União Avícola tenha pagado propina a pelo menos um dos 60 fiscais investigados

A empresa União Avícola, que pertence ao ex-senador por Mato Grosso Cidinho Santos (PL), é um dos alvos da Operação Romanos – quarta fase da Operação Carne Fraca – deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (1°).

Segundo o próprio Cidinho confirmou à reportagem do LIVRE, mandados de busca e apreensão estão cumpridos na sede da empresa, em Nova Marilândia (250 km de Cuiabá), e no escritório que fica em Cuiabá.

A suspeita é que a União Avícola tenha pagado propina a, pelo menos, um dos 60 auditores fiscais agropecuários que são alvos da investigação. Segundo a PF, o valor total em propina para os fiscais pode ter chegado a R$ 19 milhões.

Ao LIVRE, Cidinho Santos disse que os advogados da empresa estão ainda estão tomando conhecimento do caso.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVereador de Cuiabá apresenta projeto para criar o Dia do Saci
Próximo artigoConfira 20 concursos públicos com salários até R$ 13,9 mil

O LIVRE ADS