Depois da quarentena, metade dos brasileiros não se sente satisfeito em casa

Maioria esmagadora acredita que precisa de mais espaço para armazenar produtos de limpeza. Cozinha e o escritório se tornaram prioridades

(Foto: Pixabay)

Com mais tempo dentro de casa e mudanças irreversíveis no mercado de trabalho pós-pandemia, a relação do brasileiro com seu lar mudou. Segundo pesquisa da Hibou, instituto de pesquisa e monitoramento de mercado, 49% das pessoas está menos satisfeita com o local onde vive.

O olhar está focado nos novos hábitos de higiene e com os alimentos. Entre os 1.537 entrevistados de todo o país, 81% concordam que a área de serviço precisa ser maior e 66% avaliam que não têm espaço suficiente para guardar produtos de limpeza.

A cozinha integrada com a sala de estar continua interessando 45% dos que responderam a pesquisa. Para essas pessoas, isso favorece um ambiente único para toda a família, mas 78% gostaria que a cozinha tivesse mais ventilação e exaustão.

Home office

Obrigados a trabalhar em casa por um período, 59% dos entrevistados na pesquisa disseram achar melhor manter esse espaço de trabalho, mesmo quando puderem voltar a trabalhar fora. 

E vale ressaltar que 61% consideraria trabalhar em um escritório que ficasse no seu condomínio residencial, evitando deslocamentos desnecessários.

LEIA TAMBÉM

“A redescoberta da casa gerou hábitos que podem virar rotina e que também mudam as prioridades na hora de escolher um novo imóvel”, explica Ligia Mello, sócia da Hibou e coordenadora da pesquisa.

Ela destaca, por exemplo, que a internet se tornou mais que prioridade. A casa conectada está nos planos dos brasileiros: 41% gostaria que os imóveis já viessem com fornecimento de internet de alta capacidade.

Condomínios

Entre os que vivem em condomínios residenciais, 40% acreditam que o uso das áreas comuns vai cair. As pessoas vão tentar levar suas atividades para dentro de casa.

E 83% disseram que os condomínios precisarão higienizar as áreas comuns com mais frequência.

Álcool gel à disposição dos moradores é o campeão da lista de necessidades dos brasileiros que vivem em condomínios. 81% quer o kit higiene em todos os espaços. 58% acham que é preciso melhorar a higiene e proteção na área de recebimento de entregas.

A pesquisa da Hibou ouviu 1.537 brasileiros – de diversas partes do país -, sendo 55% mulheres e 45% homens das classes A, B e C.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Eu condeno todos os supremacistas brancos, eu condeno a Ku Klux Klan”, diz Donald Trump
Próximo artigoManuela d’Ávila recebe mais de R$ 250 mil do fundo eleitoral