Criança de sete anos pegou sífilis ao ser estuprada pelo avô

Doença foi confirmada por laudo durante exame de corpo de delito

Imagem Ilustrativa/Pixabay

Um menino de apenas sete anos, que sofreu abusos sexuais por parte do companheiro de sua avó – um homem de 55 anos -, foi diagnosticado com sífilis e cancro mole, infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) .

A informação foi confirmada pelo delegado Wagner Bassi Junior, da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Cuiabá (MT).

Conforme o delegado, o caso foi descoberto depois que a mãe do menino percebeu que ele se queixava de dor na região anal.

A mulher, então, levou o filho para atendimento médico e recebeu a recomendação de procurar a delegacia para fazer exame de corpo de delito, pois havia a suspeita de abuso sexual. O laudo confirmou tanto o estupro quanto a infecção.

O caso aconteceu em junho deste ano, e desde então era investigado pela delegacia. Nesta segunda-feira, o companheiro da avó do menino, identificado pelas iniciais F.R.H., foi preso pela Polícia Civil.

O delegado ainda afirmou que, depois do caso, tanto a mãe do menino quanto a irmã dela procuraram a Delegacia da Mulher para registrar um boletim de ocorrência contra o suspeito, por assédio sexual, quando elas tinham cerca de 10 anos. Hoje elas têm, respectivamente, 30 e 41 anos.

O acusado foi preso em casa, no bairro Tijucal, em Cuiabá, e chegou a resistir à prisão. Ele tentou fugir da viatura policial e precisou ser contido pelos agentes.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. sintomas de cancro mole-dor de cabeça, febre e fraqueza – aparecem de dois a 15 dias após o contágio. Depois, surgem pequenas e dolorosas feridas com pus nos órgãos genitais, que aumentam progressivamente de tamanho e profundidade. A seguir, aparecem outras lesões em volta das primeiras.

    Após duas semanas do início da doença, pode aparecer um caroço doloroso e avermelhado na virilha (íngua), que pode dificultar os movimentos da perna de andar. Esse caroço pode drenar uma secreção purulenta esverdeada ou misturada com sangue.
    Nos homens, as feridas aparecem na cabeça do pênis (glande). Na mulher, ficam na vagina e/ou no ânus. Nem sempre, a ferida é visível, mas provoca dor na relação sexual e ao evacuar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCorreios entram em greve a partir desta quarta-feira
Próximo artigoEstudante de nutrição será indiciado por exercício ilegal da profissão