Aprendizagem de alunos está estagnada em MT, aponta Ideb

Séries iniciais que apresentaram evolução por 12 anos, tiveram média menor em 2019 e o ensino médio tem evolução bem distante da saudável

A aprendizagem dos alunos em Mato Grosso não teve evolução desde 2017 e se manteve abaixo da meta do nível regular. A defasagem é mais acentuada nas séries finais do ensino médio do que no início da vida escolar. 

A evolução da aprendizagem é medida pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) atualizado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). 

Os dados de 2019 foram divulgados nesta terça-feira (15). Mato Grosso ficou com a nota média de 3,6, valor que cresceu apenas 0,1 na comparação com a pesquisa anterior, de 2017. 

O atraso fica mais alarmante se for comparado à meta do estudo. Mato Grosso deveria ter apresentado as médias de 4,4 em 2017 e 4,9 em 2019, ou seja, já há um acumulo de defasagem. 

Ensino fundamental 

Indep detalha o desenvolvimento na aprendizagem conforme as séries. Do quinto ao nono ano, Mato Grosso apresentou evolução constante de 2005 – ano de criação da pesquisa – a 2017, período em que o indicador de rendimento passou de 0,73 para 0,96. No entanto, no ano passado houve queda desse valor para 0,93. 

LEIA TAMBÉM

A queda foi puxada principalmente pelo baixo rendimento dos alunos entre o sexto e o nono ano. Em todas essas séries, houve índice menor em 2019 na comparação com 2017. 

A diferença entre alunos da rede privada e da rede pública é larga. A nota média entre aqueles que frequentam escolas pagas foi de 7,13, já para os alunos das escolas públicas a média foi de 5,86. E entre apenas aqueles da rede estadual, a média é pouco mais baixa, 5,76. 

Ensino médio 

Já o ensino médio apresentava números bem abaixo. Desde o início da pesquisa, a evolução tem sido lenta. Começou com a média de 3,1 e chegou a 2019 com 3,6. 

Durante esses 14 anos, o desenvolvimento avançou e recuou. Apresentou, no ano passado, o melhor resultado e ficou com média 3 em 2015. E, até o momento, se manteve distante da meta do Idep. Hoje, deveria apresentar a média 4,7. 

Na rede estadual, a melhor média ficou em 3,4. Na rede privada, a série histórica começou em 5,3 atingiu 6,1 em 2019, ficando próximo da meta do Ideb de média 6.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTroca de apoios
Próximo artigoApós corrida em app, jovem entra em casa para pegar dinheiro, dorme e não volta