Alerta de desmatamento caiu 60% em Mato Grosso em julho

Área com derrubada de árvores ficou cerca 170 km² abaixo do registro de 2020, conforme levantamento do Inpe

(Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT)

Os alertas de desmatamento caíram 60% em Mato Grosso em julho em comparação com ao mesmo mês em 2020. O Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (DETER) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) identificou o corte raso de 116 km². 

Em julho de 2020, a área de mata derrubada foi de 293 km². A redução de área desmatada é associada à intensificação de monitoramento e fiscalização nos 10 municípios que mais desmatam: Colniza, Nova Bandeirantes, Aripuanã, Peixoto de Azevedo, Apiacás, Querência, União do Sul, Marcelândia, Juara, e Rondolândia. 

 A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) diz que já foram aplicados quase R$ 1 bilhão em multa por crimes ambientais em Mato Grosso até julho.  

“Mato Grosso já demonstra claramente a inversão na curva do desmatamento, que deveria aumentar nos meses de estiagem, e reduziu em 60% em julho. O governo instituiu a tolerância zero com os crimes ambientais”, explicou a secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

Porém, o Estado ainda tem alto índice de atividades ilegais na exploração do meio ambiente. Conforme o Instituto Centro Vida (ICV), ao menos 28% de toda área queimada em 2021 ocorreu em áreas sem regularização. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior5 anos de espera: Casa da Mulher Brasileira esbarra na burocracia em Cuiabá
Próximo artigoSkate em MT: o cenário onde faltam pistas e sobram sonhos