YouTube derruba live e suspende canal de Bolsonaro

Facebook e Instagram também tiraram do ar materiais do presidente da República

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Depois de uma fala polêmica, o YouTube retirou do ar a live semanal do presidente da República exibida na última quinta-feira (21), no canal oficial do presidente. De acordo com a plataforma, o presidente violou as “diretrizes da comunidade”.

Na transmissão pelas redes sociais, Bolsonaro leu uma notícia que falava que vacinados contra a covid-19 supostamente estariam “desenvolvendo a síndrome da imunodeficiência adquirida [Aids]”.

Mais censura

A plataforma também suspendeu o canal de Bolsonaro por uma semana. Dessa forma, Bolsonaro não poderá postar vídeos pelos próximos dias.

Com a decisão, a live que seria realizada hoje não irá acontecer.

Resposta da plataforma

De acordo com o Youtube, Bolsonaro vem sendo notificado desde julho deste ano em respeito do conteúdo que vem divulgando.

A plataforma reafirma ainda que as informações divulgadas precisam seguir suas diretrizes.

“As nossas diretrizes estão de acordo com a orientação das autoridades de saúde locais e globais, e atualizamos as nossas políticas à medida que a orientação muda. Aplicamos as nossas políticas de forma consistente em toda a plataforma, independentemente de quem for o criador ou qual a sua opinião política”, diz o YouTube.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMedidas restritivas devem ser suspensas dia 1º em Cuiabá, diz prefeito interino
Próximo artigoPrefeitura de Cuiabá: médicos pedem demissão e afirmam que estão com salários atrasados há 3 meses