Xavantes são presos por extorsão e indígenas se mobilizam em Barra do Garças

Dupla foi presa por cobrar para liberar um carro que foi retido irregularmente pelos próprios indígenas

(Foto: Divulgação/PMMT)

Dois indígenas da etnia Xavante foram presos pela Polícia Federal (PF) nessa quinta-feira (10), em uma área localizada a cerca de 160 quilômetros de Barra do Garças (510 km de Cuiabá).

Segundo a Polícia Federal, os indígenas são acusados de extorsão e foram presos em flagrante. Eles cobravam R$ 70 mil para liberar um caminhão-frete que havia sido apreendido, de forma ilegal, por eles mesmos.

O caminhão estava apreendido desde sábado (5) e, após negociações, os indígenas aceitaram receber apenas R$ 6 mil. O flagrante foi realizado na hora do pagamento.

Os nomes dos presos não foram revelados.

O delegado que acompanha o caso afirma que a prática de extorsão é comum nas áreas dos índios Xavantes.

Diante da prisão dos índios, outros membros da etnia se mobilizaram. Eles seguiriam até Barra do Garças. A segurança no Fórum da cidade, então, precisou ser reforçada.

Audiência de custódia

Embora o processo seja de competência federal, os presos foram levados para audiência de custódia no Fórum da Justiça Estadual. Segundo a Justiça Federal, a situação é temporária e se deve às férias do magistrado local.

A Polícia Militar informou que, até o momento, não há registros de confrontos entre os indígenas e as forças de segurança.

Até a publicação desta matéria, a audiência ainda estava em andamento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFeijoada Parrillera de Mato Grosso traz o pagode de Tô Te Querendo e oficina de Slime para crianças
Próximo artigoAripuanã: assassinatos aumentaram 266% após chegada dos garimpeiros

O LIVRE ADS