Witzel sofre impeachment e perde o cargo de governador do RJ

O agora ex-governador ficará impedido também de ocupar cargos públicos por um tempo que ainda será determinado

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O Tribunal Especial Misto formou maioria, nesta sexta-feira (30), para para aprovar o impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Dessa forma, ele perdeu definitivamente o cargo.

Com o voto de Alexandre Freitas (Novo), o tribunal alcançou os sete votos necessários (dois terços) para a condenação. Witzel não tem mais chances de retornar ao posto.

Investigação

O ex-governador é investigado por crimes de responsabilidade. As acusações são de fraudes na compra de equipamentos e celebração de contratos durante a pandemia da covid-19.

De acordo com a investigação, Witzel teria usado do momento para criar contratos fraudulentos com o intuito de enriquecimento pessoal.

Votação pelo Impeachment

Votam pela perda definitiva do cargo os deputados estaduais Waldeck Carneiro (PT), relator, Carlos Macedo (Republicanos), Chico Machado (PSD) e Alexandre Freitas (Novo); e os desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro José Carlos Maldonado, Fernando Foch e Teresa Castro Neves.

Ainda faltam os votos da deputada Dani Monteiro (Psol) e das desembargadoras Inês da Trindade e Maria da Glória Bandeira de Mello.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorServidores estaduais retomam trabalho 100% presencial na próxima semana
Próximo artigoUma roda na mão!