“Voo solo”

Deputado Eduardo Botelho diz que foi sócio de empresa investigada antes de ser eleito em 2014

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O deputado estadual Eduardo Botelho (DEM) disse nesta quarta-feira (28) que sua participação na empresa Eletroconstro Prestação e Terceirização de Serviços foi efetivada antes de ser eleito para a Assembleia Legislativa, em 2014. 

O parlamentar também negou que tenha participado como personagem oculto da associação.

“Eu ajudei o dono dessa empresa a construí-la antes de eu entrar para a política. Ele era pessoa que trabalhou comigo por mais de 20 anos e depois alçou voo solo. Eu não tinha porque ser sócio oculto”, disse ele, em entrevista à rádio Vila Real. 

Botelho afirmou que o mesmo objeto investigado pelo Grupo Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) já foi analisado pela Polícia Federal e o caso foi arquivado, segundo ele, por falta de comprovação de seu envolvimento em suposto esquema de corrupção.  

A Eletroconstro Prestação e Terceirização de Serviços é investigada por indícios de fraude em contrato assinado com a Prefeitura de Cuiabá. A operação deflagrada ontem (27) investiga contrato de R$ 48,7 milhões. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorReview Corretora Ontega
Próximo artigoSecretária não esclareceu falhas em central de medicamentos, diz vereador