Voluntários recolhem óleo usado e garrafas pet para produzir e distribuir sabão caseiro

Material chegará não só a famílias em situação de vulnerabilidade social com também a unidades de saúde

(Reprodução/Pedaço do Mundo)

Um grupo de voluntários que atende famílias em situação de vulnerabilidade, em Várzea Grande (Região Metropolitana de Cuiabá), está recolhendo óleo usado e vasilhames descartáveis. Ambos materiais serão usados para a produção de frascos de detergente caseiro, que serão distribuídos a famílias que têm encontrando dificuldades para se manter na crise financeira acentuada pelo coronavírus.

Voluntária da Fundação Espírita Rachele Steing, que desenvolve ações na região do bairro 23 de Setembro, Célis Nadine França de Souza conta que, mensalmente, em média, 30 famílias recebem cestas básicas da organização. Mas agora, os produtos de limpeza também passaram a ser incorporados às doações.

Eles se associaram a outro grupo dedicado a ações sociais em Chapada dos Guimarães. É o sabão do Pedaço de Mundo.

“Elas tiveram a ideia de fazer a doação. No caso das famílias de Várzea Grande, temos tentado levar kits de limpeza que incluem sabão, sabonete, bucha e água sanitária”.

Como são itens mais caros, o grupo de Célis viu uma viabilidade de aumentar as doações com detergente líquido caseiro.

“Eu estava em Chapada quando a Dina Bressan estava fazendo sabão e daí, na hora, tive um insight que poderíamos trabalhar juntos. Ela se ofereceu, mas disse: ‘vocês têm que arrumar óleo, soda e álcool. Daí acharam uma boa ideia e começamos a arrecadar óleo”.

Mas agora, com a coleta tendo ampliado consideravelmente, faltam vasilhames para distribuir o produto já feito. “Estamos fazendo uma campanha para adquirir garrafas descaráveis de 1 litro a 2 litros, por exemplo”.

Segundo ela, depois de atendidas as famílias que recebem o benefício da instituição, eles devem distribuir para outras comunidades. Na lista de possíveis beneficiados também está a ala oncológica da Santa Casa, além do grupo Humanizando e da Turma da Laje, que também estão recolhendo alimentos para doação. “É uma corrente do bem”, enfatiza.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVítima armada reage a assalto e mata ladrão que invadiu sua casa
Próximo artigoPets de profissionais da Saúde e Segurança têm vagas gratuitas em hostel de Cuiabá

O LIVRE ADS