Voluntários fazem campanha de doação de cestas básicas para famílias que dependem do lixão

Saiba como ajudar e participar da ação

O grupo filantrópico Humanizando, em parceria com O LIVRE, está realizando uma campanha com o objetivo de arrecadar 160 cestas básicas, afim de ajudar os catadores de lixos que dependem do lixão de Cuiabá para viver e suas famílias.

O grupo tem como colaborador desta ação a Coca-Cola, que está sempre presente em campanhas do Humanizando, nessa ação para o lixão a empresa doou cerca de 6000 packs de Coca-Cola.

A ação acontecerá no Lixão de Cuiabá, onde irá ocorrer a entrega das 160 cestas, no dia 03 de abril, no período da manhã.

Projeto

O Grupo Humanizando existe há mais de uma década e tem o intuito de levar amor e o desejo de ajudar o próximo sempre.

Criado em 2007, começou entre amigos e hoje é uma ação filantrópica. Para a fundadora Samia Barros, 53 anos, a pandemia fez com que a necessidade do trabalho do grupo fosse ainda maior.

“As dificuldades da pandemia tornaram a demanda ainda maior, não posso parar de ajudar as pessoas, isso me move, estamos sempre na ativa”, disse.

“Eu sei que estamos passando por uma tempestade, porém, ajudar o próximo é ajudar a si mesmo. Na estratégia de ajudar o maior número de famílias, optamos dessa vez pela cesta básica menor, que custa em média 60 reais”, disse Belchior Dallagnol, um dos organizadores do grupo.

Como ajudar

Há três formas de doar:

  •  Comprar a cesta básica e entregar no ponto de apoio (sede do site O LIVRE, na Rua Haiti, no Bairro Jardim das Américas, em Cuiabá)
  • Fazer o depósito em dinheiro via PIX: 376.342.911-53 para a Samialucia de Lima Barros.
  • Quem preferir, pode ajudar sendo voluntário. Para saber mais, entre em contato com: (65) 99208-1533, (65) 98115-6089, ou pelo Instagram: @grupohumanizando.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUso de GNV pode ser até 70% mais barato que a gasolina em MT
Próximo artigoQuadro “secreto” de Van Gogh guardado há 100 anos é exibido ao público pela 1ª vez