Volume das exportações de carne suína in natura do Brasil cai 7,4% em 2018

Durante o ano foram enviadas 549 mil toneladas para outros países, 43 mil a menos que o volume negociado em 2017

Foto: Assessoria

O volume das exportações da carne suína in natura brasileira apresentou queda de 7,4% em 2018. A retração poderia ser ainda maior se não fosse o bom desempenho dos embarques na reta final do ano, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Ao todo, foram enviadas 549 mil toneladas da proteína no período, redução de 43 mil toneladas se comparado com o ano anterior, que atingiu a marca de 592 mil toneladas.

Em dezembro de 2018, foi registrada alta de 8,8% nos embarques de carne suína in natura, somando 47,7 mil toneladas no último mês de 2018. Já em dezembro de 2017, as vendas chegaram a 43,9 mil toneladas.

Em receita, as vendas de carne suína in natura chegaram a US$ 94,8 milhões, número 7% menor em relação ao mesmo período de 2017, que registrou US$ 101,9 milhões. No total do ano, as vendas geraram receita de US$ 1,1 bilhão, número 23,9% inferior em relação ao saldo do ano anterior, com US$ 1,4 bilhão.

No ano passado as exportações totais do país, geraram receita de US$ 6,5 bilhões, número 9,2% menor em relação aos US$ 7,2 registrados no ano anterior.

O aumento das vendas da proteína suína registrada no fim do ano, também foi registrada no total exportado que, no mês de dezembro garantiu uma alta de 11,3%, com saldo de US$ 581,4 milhões. Quantidade oposta aos US$ 522,5 milhões registrado em dezembro de 2017.

De acordo com o diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin, “o ritmo das vendas para a China foram determinantes para o desempenho das exportações do setor em 2018. A expectativa é que o fluxo para o mercado asiático se mantenha, impulsionando as vendas do setor no momento em que a Rússia retoma gradativamente as importações do produto brasileiro”.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro quer transparência em atos dos governos atual e anteriores
Próximo artigoSobe para 148 o número de presos no Ceará