Volta dos torcedores às arquibancadas aumenta pressão, cobranças e insultos

Após a eliminação na Copa do Brasil, torcedores do Flamengo hostilizaram Renato Gaúcho e ameaçaram familiares de Gabigol

Renato Gaúcho é cobrado pela torcida após eliminação na Copa do Brasil - Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Retorno da galera

A volta da torcida aos estádios foi uma das principais apostas dos clubes brasileiros para arrecadarem novas receitas de bilheteria e contar com o apoio das arquibancadas. Porém, junto com os torcedores também retornaram as críticas, ofensas e ameaças a jogadores, dirigentes e treinadores.

Flamenguistas xingam Renato Gaúcho e ameaçam Gabigol

Após a derrota por 3 a 0 no Maracanã, nesta quarta-feira (27), o Flamengo foi eliminado da Copa do Brasil pelo Athletico-PR. Durante e após a partida, a torcida rubro-negra atacou o treinador Renato Gaúcho e pediu a volta de Jorge Jesus. Depois do jogo, familiares do atacante Gabigol bateram boca com torcedores do clube, que protestavam no estacionamento. Vídeos que circulam na internet mostram um homem gritando para a mãe de Gabigol: “seu filho vai conhecer o inferno agora”.

Após o jogo, na coletiva de imprensa, Renato afirmou que aposta na recuperação do time, e que lidar com a pressão faz parte da rotina dos treinadores brasileiros. “Eu já estou bastante vacinado, trabalhei em grandes clubes, sei da cobrança, principalmente em um clube como o Flamengo. Quando você não consegue uma classificação no Maracanã, a cobrança é normal. Amanhã vai estar outro treinador aqui e vai ser cobrado. Nossa vida é assim, o único culpado é sempre o treinador. E eu vou sempre livrar meu grupo de culpa, eles não têm culpa de nada. Se tem algum culpado aqui, em qualquer sentido, se chama Renato Portaluppi”, disse o treinador.

Organizada do Palmeiras cobra Luiz Adriano

Uma das principais apostas do ataque palmeirense na última temporada, o centroavante Luiz Adriano não vive um bom momento no Verdão. No primeiro jogo da temporada com portões abertos, os torcedores não cantaram o nome dele. Para piorar, após marcar um gol contra o Sport e mandar a torcida se calar, a Mancha Alviverde, principal organizada do Palmeiras, exigiu que o atacante se retratasse.

“Quem ele pensa que é? Estamos nos aproximando do dia de uma grande final no Uruguai (contra o Flamengo, na Libertadores) e tal atitude desse jogador só traz estresse sem necessidade. Exigimos uma retratação do jogador para com seus torcedores que pagam o seu salário. Esperamos que a diretoria do Palmeiras dê uma punição ao mesmo. Luiz Adriano, presta atenção, muito respeito com a torcida do Verdão”, cobrou a Mancha Alviverde, em comunicado.

O camisa 10 já havia discutido com um torcedor na partida contra o Red Bull Bragantino, no Allianz Parque, e não quis se retratar.

Invasão de torcedores e “cenas lamentáveis”

Em Pernambuco, torcedores do Santa Cruz invadiram o gramado e correram atrás dos jogadores após a eliminação na fase preliminar da Copa do Nordeste, na Arena Pernambuco. O clube da casa foi derrotado pelo Floresta nos pênaltis, após empatar por 3 a 3 no tempo regulamentar. Logo após o apito final, torcedores invadiram o gramado e perseguiram os atletas quando eles ainda desciam para o vestiário.

A polícia demorou para agir, e os seguranças não conseguiram conter a confusão. A conselheira Ana Duarte, do Santa Cruz, foi agredida no estacionamento do estádio, e dois torcedores foram presos. Esse foi o episódio mais grave envolvendo torcedores e jogadores após a abertura dos portões.

 

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO pior momento do Barcelona em décadas abala La Liga
Próximo artigoChuva forte causa engarrafamentos e prejuízos em Cuiabá