Volta às aulas: psicóloga dá 4 dicas para evitar o caos do recomeço

Medidas simples vão amenizar o sofrimento de voltar à rotina, ela garante

(Foto: Arquivo Agência Brasil)

As férias escolares estão chegando ao fim. E esse momento, mesmo para famílias cujos filhos já frequentam a escola há alguns anos, pode ser de ansiedade e, principalmente, desorganização por conta da mudança na rotina.

Para tentar amenizar esse período (que pode ser de verdadeiro caos), a psicóloga escolar Nádia Pecora dá dicas que podem ajudar crianças e adolescentes a cumprirem seu cronograma de atividades.

1. Organize o material

Comprar o material escolar novo é só uma das etapas. Segundo a psicóloga, para o alunos começar a absorver a ideia de que as as aulas vão recomeçar, é interessante usar os últimos dias das férias para uma “faxina” naquilo que vai ser reaproveitado.

“Reorganização suscita o sentimento de renovação. Algo essencial para começar um novo ciclo”.

2. De volta à rotina

Já ouviu falar em Neuroplasticidade? Este é o nome dado à capacidade que seu cérebro tem de se adaptar a mudanças. Por isso, de acordo com Nádia, é melhor ir voltando aos poucos à rotina, por exemplo, dos horários de dormir e acordar.

“Quanto mais gradativo for esse processo, mais fácil será a adaptação”, ela sustenta.

Uma sugestão é “puxar” os horários em 15 minutos a cada dia, até chegar ao desejado. Assim a criança vai se acostumando aos poucos e vai reagir mais positivamente na volta às aulas.

3. Evite atrasos

Fazer com antecedência é a palavra chave, neste caso. Segundo a psicóloga, vale para a organização do material escolar e até para o trajeto de casa até a escola.

E como os filhos se inspiram e aprendem com os pais. Dar um bom exemplo vale mais do que qualquer ordem.

Se você mora longe da escola, saia uns minutos mais cedo para não chegar atrasado. Se não conhece o percurso, faça ele um dia antes.

“A dica pode ser simples, mas faz diferença no nível de estresse cotidiano”.

4. Anime o seu filho!

Aqui, o exemplo dos pais também conta. Nádia afirma que é importante os pais conversarem com os filhos sobre as experiências na escola, sempre ressaltando o aspecto positivo.

A dica vale, principalmente, para os pequenos, que terão a primeira experiência da vida em ambiente escolar.

“É importante que uma semana antes os pais conversem, falando sobre a escola, que será um ambiente acolhedor, que vai haver pessoas para cuidar, auxiliar, ensinar, brincar e que os pais vão deixá-los nesse local e, no fim da manhã ou da tarde, retornaram para buscá-los”.

(Com assessoria da Sesi Escola de Cuiabá e Várzea Grande)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGanha Tempo do CPA amplia serviços do Detran a partir de segunda
Próximo artigoDepósito de alimentos é atingido por incêndio em Várzea Grande

O LIVRE ADS