Você pode ajudar a fundação Espírita Rachele Steingruber (Fundação Nova Suíça); saiba mais!

Você pode ajudar a fundação Espírita Nova Suíça Rachele Steingruber doando, ou comprando, saiba mais!

(Foto: Reprodução/O Livre)

A fundação Espírita Nova Suíça Rachele Steingruber, localizada em Várzea Grande, é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1991 por Rachele Steingruber, uma enfermeira e missionária no Brasil.

O objetivo da instituição é realizar atividades no contra turno escolar, proporcionando um ambiente acolhedor e seguro, contribuindo com o desenvolvimento integral, sobretudo nos aspectos bio-psíquico-social, esportivo e cultural, criando oportunidades de desenvolvimento da educação, arte, cultura e lazer para as crianças.

Sala de aula (Foto: Reprodução/O Livre)

Bazar beneficente Puro Amor

Como auxílio para manter a fundação, os voluntários criaram um bazar em que recebem doações de roupas, brinquedos, sapatos, jogos, etc.

A venda no estabelecimento acontece por agendamento, nas terças e aos sábados. Já as doações são recebidas em qualquer dia da semana.

Quem quiser doar, ou comprar, pode agendar a visita ligando na fundação pelo número (65) 3682-5809, ou na secretaria pelo número (65) 9209-5702, falar com Josiane ou Lidiane.

Bazar (Foto: Reprodução/O Livre)

A fundação

A Fundação Espírita Rachele Steingruber tem como núcleo central a família. As atividades são desenvolvidas dentro de uma filosofia que busca o atendimento integral. A instituição recebe famílias com necessidades assistenciais de baixa complexidade.

Um dos atendidos pelo projeto, José Godin, com 58 anos, enxerga a instituição como um “hospital de alma”.

“Estava no fundo do poço, alcoolizado, sem ter a luz no fim do túnel. Os voluntários sempre dispostos a ajudar, incentivar e direcionar, não desistiram de mim, com isso resolvi virar a página, dar a mim mesmo uma nova oportunidade para viver. Um dos sonhos que realizei aqui foi aprender a tocar violão. Tenho muito amor pela fundação, não só eu, mas toda região. Hoje tenho 18 anos que frequento este lugar”, disse Zé ao LIVRE.

Sr. José Godin (Foto: Reprodução/O Livre)

Voluntariado

Um dos responsáveis pela Fundação, Belchior Dallagnol, 33 anos, contou como o dom de ajudar o próximo despertou em sua vida.

Segundo ele, desde menino foi inscrito por sua mãe para ser voluntário no Hospital de Câncer de Mato Grosso. À época, sua função era apenas a de brincar com as crianças, um compromisso que cumpria em todos os sábados de manhã.

Desde essa época, nunca parou, mas foi ainda novo que uma situação marcou sua vida para sempre, quando um garotinho o parou e disse:

“Tio, você pode comprar uma coisa para mim?”.

“Eu pensei por alguns segundo o que ele iria pedir, que seria um brinquedo, um videogame, pensei inúmeras coisas, menos o que o menino queria de fato: um macarrão instantâneo, que naquele tempo custado R$ 0,32. Naquele exato momento, o meu ser estava entrando em colapso, em sentido figurativo”, contou Belchior.

Com essa experiência, Belchior decidiu que uma de suas missões na vida seria a solidariedade e hoje ele ajuda três instituições: o Grupo Humanizando, o Posto de Assistência irmão Áureo e a Fundação Espírita Nova Suíça Rachele Steingruber.

Como ajudar a instituição

Quem quiser saber mais sobre a fundação Espírita Nova Suíça Rachele Steingruber, pode entrar em contato com os responsáveis:

  •  Douglas Ferreira de Souza (65) 99223-4694.
  • Angelo Junqueira (65) 98114-6000.
  • Belchior Dallagnol (65) 99253-5353.

Ou, quem preferir, pode ajudar a fundação através dos links diretos de doação:
– Link para doação mensal de R$ 100 por 12 meses via cartão de crédito:
http://mpago.la/2mGXJBm
– Link para doação mensal sem valor e prazo definido via cartão de crédito:
http://mpago.la/2SV87BT

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm post no Instagram, Damares promete “flechar” a esquerda
Próximo artigoVereador omite que é réu e tem candidatura negada em VG