VLT não presta nem para ‘carrinho de cachorro-quente’

Senador Jayme Campos diz que falta de acordo entre governo e Prefeitura de Cuiabá é a única solução para cabo de guerra

Ednilson Aguiar/ O Livre

O senador licenciado Jayme Campos (União Brasil) criticou o novo entrave judicial para a implantação de modal em Cuiabá e Várzea Grande. Com preferência pelo BRT, Jayme diz que a escolha pelo VLT já começou errada e hoje os vagões não teria mais utilidade. 

“Está tudo feio, a empresa vai lá [no estacionamento, ao lado do aeroporto Marechal Rondon] e empurra 20 metros pra frente e depois volta 20 metros só pra não enferrujar. Mas, os vagões estão acabados só servem agora para serem carrinho de cachorro-quente”, afirmou. 

Os procedimentos de implantação do BRT estão paralisados há duas semanas por ordem do Tribunal de Contas da União (TCU). Jayme diz ver o caminho de saída na política, com acordo entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro. Mas, não chances de a conversa acontecer. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIrregularidade em consignado gera sanções a correspondentes bancários
Próximo artigoConcurseiros de plantão: veja 10 dicas para ser aprovado em concurso público