Vigiados: governo de MT vai instalar mais mil câmeras para tentar conter crimes

Nova tecnologia vai custar R$ 108 milhões e tem o objetivo de diminuir índices de tráfico de drogas, furto e roubo de veículos

(Foto: Reprodução)

Mil câmeras de videomonitoramento devem ser instaladas em vias públicas de todo Estado até 2022. A previsão é da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e o objetivo é conter os índices de crimes como tráfico de drogas, roubo e furto de veículos. Ao todo, devem ser investidos R$ 108 milhões.

O chamado Projeto Águia vai usar câmeras OCR (leitores ópticos de caracteres). A tecnologia permite monitorar e analisar imagens instantaneamente. O sistema também permite fazer buscas por placas, marca e modelos dos veículos, assim como por características deles, como adesivos.

As imagens capturadas pelas câmeras serão recebidas no Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Em caso de o veículo ter alguma queixa criminal, o alarme será acionado e os operadores informarão as forças policiais mais próximas para fazer a abordagem.

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Atualmente, a Sesp já opera 283 câmeras, sendo 155 de videomonitoramento e 128 OCR. Os aparelhos estão instalados em pontos estratégicos de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Cáceres e em rodovias estaduais.

“É um investimento arrojado para a segurança pública de Mato Grosso. Nós já temos mapeados todos os pontos onde faremos este monitoramento e o objetivo do governador é fazer um cercamento virtual”, diz o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT teve o maior aumento de circulação de veículos do país em outubro
Próximo artigoCandidatos a prefeito de Cuiabá acumulam dívida de R$ 7 milhões