Vídeo. PRF prende quadrilha que roubava pneus de carretas na BR-364

Quadrilha tinha acabado de assaltar motoristas, que foram amarrados e levados para o meio de uma plantação

Foto: Montagem/PRF

Quatro homens, com idades entre 28 e 40 anos, foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Mato Grosso e Goiás, identificados como membros de uma quadrilha que roubava pneus de veículos de carga na BR-364, que liga os dois estados. A prisão aconteceu nesse domingo (26), durante uma ação conjunta entre as equipes.

Segundo informações da PRF, a quadrilha, formada por moradores de estados no nordeste brasileiro, havia acabado de cometer assaltos em Mato Grosso e seguia pela BR-364 quando foi abordada próximo a Jataí (GO). A abordagem aconteceu porque o Grupo de Policiamento Tático de Rondonópolis comunicou a força-tarefa sobre um novo roubo de pneus.

Quando a equipe abordou uma carreta com placas de Inhumas, encontrou diversos pneus na carroceria. O veículo era ocupado por três homens, que não sabiam explicar qual era a procedência dos pneus.

Logo em seguida, um segundo caminhão foi parado. Este, com placa de São Paulo, também transportava pneus e o motorista não tinha nota fiscal. Cabe observar que nenhum dos objetos encontrados nas carretas aparentava ser produto “novo”.

Pelas imagens enviadas pela assessoria da PRF, é possível notar que, inclusive, os pneus estavam extremamente sujos.

Diante do caso, os policiais rodoviários logo perceberam que se tratava de uma quadrilha que tinha roubado caminhoneiros em Rondonópolis e Campo Verde (130 km de Cuiabá). O crime acontecia quando os motoristas paravam nos pátios de postos de combustíveis e de restaurante.

Ainda segundo a PRF, os crimes foram cometidos mediante uso de violência, uma vez que os motoristas eram rendidos enquanto descansavam e, inclusive, amarrados e levados para o meio de plantações à beira da estrada.

Abaixo, confira as imagens da operação:

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro propõe pacto com Legislativo e Judiciário
Próximo artigoPrimeiro fim de semana: clientes reclamam do preço e da falta de brinquedos no Ita Park