Vídeo | Presidente de Conselho de Segurança em MT reage a assalto e é assassinado

Uma câmera de segurança flagrou a chegada do ladrão e a troca de tiros entre ele e Valdir

O presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) da área de Rondonópolis, Valdir Farinha, 60 anos, morreu na noite dessa quarta-feira (12) ao reagir a um assalto em frente à sua casa no Bairro Monte Líbano, em Rondonópolis (220 km de Cuiabá).

Valdir estava conversando com a esposa e um casal de amigos em frente à sua casa, por volta das 20h40, quando um homem armado chegou e anunciou um assalto, dizendo que queria o carro.

Farinha fez menção de reagir e, imediatamente, o ladrão começou a atirar e atingiu os dois homens. Valdir chegou a trocar tiros com o ladrão.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Valdir Farinha não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O amigo dele foi por meios próprios para o hospital, um soldado da Polícia Militar apenas dirigiu o carro.

Uma câmera de segurança flagrou toda a ação do assassino e a reação de Valdir. Veja:

Suspeito reconhecido

Testemunhas indicaram a direção para a qual o suspeito havia fugido e a Polícia Militar começou as buscas a ele.

A esposa da vítima já reconheceu o suspeito por foto, mas, até o registro da ocorrência, ele seguia foragido.

História Valdir

Natural de São Paulo, Valdir foi também presidente da Federação do Conselho de Segurança Pública (Feconseg), entre os anos de 2017 e 2019. Ele deixa a esposa, três filhos e três netos.

O deputado Delegado Claudinei (PSL) lamentou a morte do parceiro na luta para aprimoramento dos conselhos de segurança comunitários.

“É com muita tristeza que recebemos a notícia da morte do nosso amigo e companheiro Valdir Farinha, morto de forma violenta. Era um dos nossos grandes apoiadores nas causas da Segurança Pública. Foi um baluarte que revolucionou a história de Mato Grosso na área dos Conselhos de Segurança Pública e a liberdade de associação. Farinha lutou lado a lado dos Conseg’s no ano de 2017 e, com a unanimidade dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, conseguiu sustar o Decreto do Executivo nº 1030/17, por meio do Decreto Legislativo nº 52/17, garantindo a autonomia e a independência de todos os conselhos”, afirmou o parlamentar em nota.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPreocupado?
Próximo artigoReforço na industrialização