Vídeo | Palmeirense que agrediu cantor pede desculpa e é perdoado

"O meu exemplo não é para ser seguido entre torcidas", disse Bruno Paolo, em vídeo com o cantor Léuo, em Cuiabá

Bruno Paolo da Silva Ferreira, o palmeirense de 22 anos que subiu no palco e agrediu o cantor Leonardo Araújo Calazans da Silva, de 26 anos, resolveu pedir desculpas pela agressão e, em vídeo, fez uma retratação e foi perdoado.

No vídeo, feito no local onde a confusão aconteceu, no Bar da Boa, localizado no centro de Cuiabá, Bruno, que participa da torcida organizada Mancha Verde, afirma que cometeu a agressão por impulso.

“É uma paixão minha, o Palmeiras, é uma coisa que eu vivo bastante. Eu me senti ofendido no momento da música referente ao Palmeiras. Foi realmente no impulso”, disse Bruno.

Em seguida, o palmeirense pede desculpa. “De coração, eu não tenho essa índole, histórico de agressão, realmente foi uma coisa do impulso e que não vai mais acontecer. O meu exemplo não é para ser seguido entre torcidas”, afirmou.

Leia também:

“Léuo”, então, diz que tem uma carreira de 10 anos – e há três a música que fala a frase “o Palmeiras não tem mundial” faz parte de seu repertório. Disse ainda que a agressão nunca tinha acontecido e foi um caso isolado.

“Nunca tive a intenção de ver torcedor e falar ‘vou provocar aquela torcida’. Estou acostumado a trabalhar e nunca me aconteceu. Porém, de tudo nessa vida a gente tira uma lição”, afirmou, desculpando Bruno.

Por fim, um representante do bar onde tudo aconteceu lembra que violência não leva a nada e os dois se abraçam. Veja o vídeo:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLadrões invadem casa de pais de deputado, agridem e fazem idosos reféns
Próximo artigoMeu partido: Bolsonaro

O LIVRE ADS