Vídeo mostra ação que resultou na morte de PM; envolvidos são afastados

Caso aconteceu na noite dessa quinta-feira (28), na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, em Cuiabá

Um vídeo da câmera de segurança flagrou toda a ação que resultou na morte do soldado da policial militar Ricardo Ferreira de Azevedo, da inteligência da 21ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), na noite dessa quinta-feira (28), por fogo amigo.

Nas imagens (veja vídeo abaixo) é possível ver Ricardo e seu parceiro, à paisana, abordando um motociclista em um posto de gasolina na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, em Cuiabá.

Em seguida, uma viatura da Força Tática chega, não os reconhece como policiais, e um 1º tenente atira em Ricardo.

Assim que eles se identificam como policiais, Ricardo é socorrido imediatamente na viatura da Força Tática e encaminhado para o Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá. Toda a ação dura poucos segundos.

Em seguida, uma viatura da Rotam chega ao posto e, só então, o verdadeiro suspeito, que estava sendo procurado, é preso.

No hospital, Ricardo passou por cirurgia, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Afastamento

A Polícia Militar emitiu uma nota lamentando o ocorrido e informando que os policiais envolvidos na ação foram afastados das atividades operacionais, enquanto o caso é apurado.

Leia nota na íntegra:

A Polícia Militar de Mato Grosso lamenta profundamente o ocorrido e vem vem a público cumprir o dever de informar que, segundo apuração preliminar, na noite de ontem, 28/05/2020, o soldado Ricardo Ferreira de Azevedo, integrante da 21ª Companhia de Polícia Militar (21ª Cia Centro), de Cuiabá, foi atingido por um disparo feito por uma guarnição da Força Tática do 1º Comando Regional, não resistindo ao ferimento e vindo a óbito.
Soldado Azevedo é do serviço de inteligência e trabalhava na coleta de informações sobre tráfico/uso de drogas, roubos, furtos e demais crimes na região central da Capital. Já no término das atividades do dia, ele e sua equipe foram auxiliar uma guarnição do Batalhão ROTAM, que procurava uma moto com ocupantes supostamente vinculados a crimes. Ao chegarem ao posto de combustível que fica no cruzamento das avenidas Rubens de Mendonça (do CPA) e Mato Grosso, identificaram uma moto com as mesmas características da informada pela equipe da ROTAM.
No local, por volta das 21h40min, a guarnição da Força Tática se deparou com a ação realizada pela equipe do soldado Azevedo, não identificou a equipe como policiais militares e efetuou o disparo que atingiu o Sd Azevedo. Levado imediatamente para o HMC, o policial passou por uma cirurgia, porém, não resistiu e veio a falecer.
A Polícia Militar lamenta imensamente pela perda. Estão sendo tomados, inclusive com o afastamento dos envolvidos das atividades operacionais, demais procedimentos de Polícia Judiciária Militar por meio da Corregedoria de Polícia Militar, além da atenção e apoio aos familiares do soldado Azevedo“.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Erro absurdo de abordagem! Fica claro que os disparos foram feitos de forma precipitada, sem falar na possibilidade de um agente policial ser o sujeito com arma e punho (como de fato ocorreu) Ora poderia ser um agente civil, federal. O pedido para rendição antes de atirar é regra e nao exceção.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPGE denuncia Prefeitura de Cuiabá por suposto uso irregular de R$ 41 milhões
Próximo artigoEmanuel Pinheiro anuncia representação criminal contra Mauro Mendes

O LIVRE ADS