VG “digitaliza” R$ 200 milhões

Um acordo com o Judiciário para digitalizar processos deve reduzir a quantidade papel no Fórum e o tempo de tramitação das ações

(Foto: Ekaterina Bolovtsova / Pexels)

A Prefeitura de Várzea Grande e o Poder Judiciário formalizaram um Termo de Cooperação Técnica para digitalizar 8 mil processos de execução de dívida ativa, já judicializados. Somados, eles podem render cerca de R$ 200 milhões ao Município.

O acordo foi firmado na segunda-feira (5) e, segundo o prefeito Kalil Baracat (MDB), visa, principalmente, acelerar a tramitação desses processos. A estimativa é que o período possa ser reduzido de 8 para 3 anos.

Isso por questões simples: processos digitalizados têm informações mais fáceis de serem acessadas do que os físicos.

A medida também deve liberar espaço no Fórum e melhorar a qualidade de vida dos servidores que manuseiam os processos. De quebra, ainda vai facilitar a realização de mais uma etapa do Mutirão de Conciliação Fiscal.

Procurador-Geral do Município, Jomas Fulgêncio de Lima Júnior afirma que a meta de 8 mil processos digitalizados é apenas deste ano. Em 2022, outros 3 mil devem ter o mesmo destino.

Os primeiros a serem digitalizados serão os que tem a Prefeitura de Várzea Grande como autor da execução.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIdoso de 108 anos, que vivia nas ruas, é adotado por família
Próximo artigoBolsonaro indicará André Mendonça para vaga no Supremo Tribunal Federal