Vereadores querem que Energisa recolha fios que não são mais usados

Projeto de lei aprovado em Várzea Grande prevê multa de R$ 1 mil para cada notificação não atendida em até 30 dias

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Cabos de energia que não são mais usados ou que estão desencapados, vão ter que ser retirados dos postes de Várzea Grande. É o que prevê um projeto de lei aprovado por 20 votos na Câmara Municipal da cidade.

De acordo com a proposta, as substituições dos fios elétricos serão responsabilidade da concessionária de energia, Energisa, sem qualquer custo para a administração pública.

O projeto de lei ainda prevê uma multa de R$ 1 mil para cada notificação não atendida em até 30 dias.

Para o autor do texto, vereador Gidenor Anselmo de Menezes, o Gordo do Goiano (PTC), a nova regra vai garantir mais segurança, tanto para eletricistas quanto para a população num geral.

Neste ano, um motociclista foi atingido por um fio de alta tensão em Várzea Grande quando trafegava em uma das avenidas da cidade. Ele caiu da moto e quebrou a perna, além de ter outras lesões pelo corpo.

Em 2016, um policial e uma criança sofreram uma descarga elétrica no bairro Cristo Rei.

O vereador afirma ainda que a nova regra pode contribuir também para uma cidade mais bonita visualmente.

“Vemos constantemente a dificuldade dos profissionais eletricistas de subirem nos postes. Em outros municípios, as empresas são obrigadas a retirar estes cabos e fios que não estão sendo usados”.

No Rio de Janeiro, uma proposta semelhante foi aprovada em 2013. Lá, a concessionária de energia teve um prazo de três anos para embutir e padronizar os fios.

Já em Bento Gonçalves (RS), a lei já tem mais de cinco anos, mas até os dias de hoje o problema continua.

Para começar a valer em Várzea Grande, o projeto de lei ainda precisa ser sancionado pela prefeita Lucimar Campos (DEM). Ela tem 15 dias para se posicionar sobre o que foi aprovado pelos vereadores.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAdolescente é assaltada e abusada sexualmente por ladrão
Próximo artigoUma praça por semana