Vereadores aprovam empréstimo para o programa Cuiabá 300 Anos

Projeto foi enviado pelo prefeito Emanuel Pinheiro nesta quarta-feira

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Por 17 a 5, a Câmara Municipal aprovou, em sessão extraordinária na tarde desta quinta-feira (20), um projeto de lei que autoriza a Prefeitura de Cuiabá a buscar quase R$ 425 milhões de empréstimo com a financiadora Corporação Andina de Fomento (CAF). Ao todo são US$ 110 milhões de dólares que deverão ser usados para o programa “Cuiabá 300 anos”.

Enviado na manhã de quarta-feira (19), o projeto teve parecer contrário na Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária. Presidente da Comissão, o vereador Marcelo Bussiki, observou que o projeto apresentava falhas, como a falta de detalhamento dos investimentos. Disse ainda que a Prefeitura não informou sobre a taxa de juros e o número de parcelas de pagamento, pontos que foram reforçados pelo vereador Felipe Wellaton.

Wellaton também observou que, antes de aprovarem um empréstimo, visando apenas o dinheiro que entraria em caixa, os parlamentares precisariam observar se o município teria a capacidade de pagar pela dívida. Lembrou ainda que, como se trata de uma financiadora estrangeira, a dívida seria em dólar, o que a deixaria flutuante. “Se a moeda dispara, dispara a dívida”, frisou.

Já Wilson Kero Kero votou à favor do projeto e, como justificativa, mencionou diversas benfeitorias que poderiam ser feitas no município, como um programa de pavimentação de 50 km em Cuiabá.

O parecer contrário da Comissão, porém, foi derrubado pelo plenário, que aprovou o empréstimo.

Os vereadores que votaram à favor do projeto defenderam que o valor vai resultar em investimentos importantes para a Capital. Citaram melhorias em parques, programa de pavimentação para bairros mais distantes e obras de mobilidade urbana.

O pedido de empréstimo, agora, deverá ser analisado pelo Senado Federal.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorServidor da Sema teria fraudado sistema de cadastro em troca de Camaro e Amarok
Próximo artigoDo sertanejo ao blues pantaneiro, atrações do fim de semana agitam o pré-natal

O LIVRE ADS