Vereadora nega ato na UFMT

Em nota encaminhada ao LIVRE, Edna Sampaio ainda defendeu que, mesmo se o ato tivesse ocorrido, não seria ilegal

Edna Sampaio (Foto: Reprodução)

A vereadopra por Cuiabá Edna Sampaio (PT) nega ter convocado ou participado de um ato de filiação supostamente promovido dentro do campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) na semana passada.

O Ministério Público Eleitoral investiga a denúncia. 

Em nota encaminhada ao LIVRE, a parlamentar defendeu, todavia, que “universidades são, por excelência, espaços de livre circulação de ideias e divulgação dos pensamentos”. Sustentou ainda que “o Supremo Tribunal Federal por unanimidade assegurou essa liberdade na ADPF 548”.

Com base neste argumento, Edna Sampaio afirmou inexistir, portanto, “materialidade de ilícito apta a ensejar qualquer investigação nesse sentido, sendo afirmações em outro sentido, tentativas de criar narrativas de criminalização do legítimo direito da esquerda fazer política”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSerasa: 15,8% dos produtores rurais estavam inadimplentes em março
Próximo artigoO retorno das grávidas para o trabalho presencial