Vereador de Cuiabá é “convidado” a sair de partido por apoio a Bolsonaro

Presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire diz que a posição do vereador Marcos Paccola diverge do entendimento da sigla

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, pediu que o vereador de Cuiabá Marcos Paccola procure outro partido para filiação, por sua defesa às manifestações pela liberdade de expressão, pelo voto eletrônico auditável e em prol do presidente Jair Bolsonaro no dia 7 de setembro. 

Freire assinou uma carta nominal ao vereador, com apontamento de posições que ele diz serem opostas às do partido, em relação à situação econômica e político do país, em torno do conflito entre o governo federal e o Poder Judiciário. 

“Defendemos a democracia e as instituições republicanas, as liberdades individuais, a diversidade, o combate à desigualdade social, a economia de mercado, o direito à propriedade, o agro moderno. Sua defesa, vereador, de um governante e de um regime que contrariam os princípios do Cidadania é um sinal de que está no partido errado. Está desde já convidado a buscar uma legenda mais adequada às suas convicções”, diz trecho da carta. 

“Caminho aberto para a saída”

Conforme o presidente estadual do Cidadania em Mato Grosso, Marco Marrafon, o convite de saída ocorre após a publicação de vídeo em redes sociais pelo vereador Paccola em defesa dos atos no dia 7 de setembro.

Marrafon diz que a manifestação da executiva nacional não vai gerar punição ao vereador, mas deixa o caminho aberto para a troca de partido. 

“Nós já havíamos combinado internamente de que as questões nacionais ficassem por conta da Executiva Nacional do partido – e que deveríamos focar nos problemas envolvendo Mato Grosso e Cuiabá, que não são poucos. Por ser um grupo político muito diverso, isso deve acontecer para que haja harmonia dentro do partido”, afirmou. 

O LIVRE tentou falar com o vereador Marcos Paccola sobre o assunto, mas as chamadas não foram atendidas. A assessoria de imprensa informou que o vereador deve se manifestar ainda hoje sobre a carta. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAeronaves e veículos apreendidos em MT serão leiloados pelo Ministério da Justiça
Próximo artigoGoverno institui sistema de crédito facilitado para microempresas