Venezuelanas vão parar na delegacia por usar filhos para vender balinha em Cuiabá

Crianças de quatro e dois anos, e bebê de dois meses, foram encontrados pelo Conselho Tutelar com as mães na Avenida do CPA vendendo balinha

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Duas mães venezuelanas foram parar na delegacia nessa terça-feira (3) após o Conselho Tutelar de Cuiabá flagrá-las usando os filhos para pedir esmolas e vender balinhas na Avenida do CPA, em frente à sede da Polícia Federal, no Bairro Baú, em Cuiabá.

Uma das “suspeitas” estava com uma filha de apenas dois meses e com o outro filho de dois anos. A outra com a filha de quatro anos.

Segundo relato das conselheiras tutelares, as crianças estavam expostas, em situação de perigo, no sol, sem água e correndo o risco de serem atropeladas por algum veículo, visto que estavam vendendo as balinhas e pedindo esmolas, assim como as mães.

Diante do flagrante, todos foram levados para a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Cuiabá, onde um boletim de ocorrência por maus-tratos foi registrado.

As mães, porém, se recusaram a assinar um termo de advertência pela ação e omissão aos direitos fundamentais das crianças.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorChow chow ataca e mata bebê de um ano e meio dentro de casa
Próximo artigoSossego aparente