Veja a lista de presos por envolvimento com o jogo do bicho

    Além de João Arcanjo Ribeiro, outras 19 pessoas foram presas nesta quarta-feira

    A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Fazenda e Crimes Contra a Administração Pública (Defaz) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), prendeu, até o momento, além de João Arcanjo Ribeiro, outras 19 pessoas durante esta quarta-feira (29), com a deflagração da operação Mantuns.

    LEIA TAMBÉM:
    Arcanjo volta à prisão em operação da PC contra jogos de azar

    A ação visa prender membros de duas supostas supostas organizações criminosas envolvidas com lavagem de dinheiro e com a contravenção penal denominada “Jogo do Bicho”. Veja os nomes:- Noroel Braz da Costa Filho

    – Marcelo Gomes Honorato
    – Paulo César Martins
    – Breno César Martins
    – Bruno César Aristides Martins
    – Augusto Matias Cruz
    – Frederico Muller Coutinho
    – Glaidson Roberto de Almeida Cruz
    – Bruno Almeida dos Reis
    – Marcelo Conceição Pereira
    – Alexsandro Correia
    – Haroldo Clementino Souza
    – João Henrique Sales de Souza
    – Rosalvo Ramos de Oliveira
    – Indineia Moraes Silva
    – Madeleinne Geremias de Barros
    – Giovanni Zem Rodrigues
    – Agnaldo Gomes de Azevedo

    – Valcenir Nunes Inerio

    Ao todo, foram expedidos pelo juiz da 7ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, Jorge Luiz Tadeu, 63 mandados judiciais, sendo 33 de prisão preventiva e 30 de busca e apreensão domiciliar.

    As ordens judiciais estão sendo cumpridas em Cuiabá, Várzea Grande e em mais 5 cidades do interior do Estado. Um dos alvos foi preso no aeroporto de Guarulhos com apoio da Polícia Federal, o Giovanni Zem Rodrigues, genro de João Arcanjo Ribeiro.

    Use este espaço apenas para a comunicação de erros





    Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Artigo anteriorMinistro do TCU Benjamin Zymler vem a Cuiabá para abertura de Congresso de Boas Práticas
    Próximo artigo“Ele não iria voar para trás”, afirma advogado de Arcanjo sobre novo crime