Várzea Grande quer comprar vacina

Prefeito pretende evitar novos lockdowns por conta da pandemia

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

A prefeitura de Várzea Grande assinou um protocolo de intenções para a aquisição de vacinas do Instituto Butantan, a CoronaVac, na manhã desta terça-feira (13).

Contudo, o documento assinado na reunião do Comitê de Enfrentamento do Novo Coronavírus não é uma certeza de compra, já que a marca sequer está aprovada para uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo o prefeito da cidade Kalil Baracat, desde 2020 o Município, quando ainda gerido pela prefeita Lucimar Campos, oficializou ao Instituto Butantan o interesse de compra de doses, caso o governo Federal não manifestasse interesse.

Além das questões de saúde, Baracat quer garantir a estabilidade econômica da cidade e reduzir a possibilidade de novos lockdown, como os que aconteceram no ano passado.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia Civil investiga suposta venda de bebê em Cuiabá
Próximo artigoCoronavac tem taxa de eficácia real de apenas 50%