“Vão ter que me aguentar até 2022”, diz Bolsonaro

O presidente respondeu às críticas que vem sofrendo por parta imprensa brasileira

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Em conversa com apoiadores, nessa terça-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro respondeu às críticas que vem recebendo por parte da imprensa. De acordo com o presidente, a imprensa terá que “aguentá-lo”, pelo o menos, até 2022.

O presidente falou a apoiadores no Palácio da Alvorada, após retornar de um recesso de oito dias na Baixada Santista, litoral de São Paulo, onde provocou diversas aglomerações.

“Vão ter que me aguentar até o final de 22, pode ter certeza”, disse Bolsonaro, ao ser elogiado por um apoiador que pedia para ele continuar “fazendo o que estava fazendo”.

Bolsonaro ainda comentou que o país passa por problemas devido ao isolamento social imposto por alguns governadores. De acordo com o presidente, o país estaria quebrado e ele não estaria conseguindo destravar seu governo devido ao “trabalho bélico” da mídia e das ações impostas pelos governadores.

“Chefe, o Brasil está quebrado, não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do imposto de renda, (mas) teve nesse ano (2020), esse vírus potencializado pela mídia que nós temos”, disse o presidente.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCaso Kedma: empresário quebra silêncio e acusa digital influencer de mentir
Próximo artigoVídeo | Pelo Twitter, juíza ensina como não precisar usar máscara no shopping