Vantagens aos voluntários

Senador quer que atividades voluntárias valham pontos em processos seletivos de universidades brasileiras

(Foto: Assessoria)

Um projeto de lei de autoria do senador Wellington Fagundes (PL-MT) pretende dar vantagens a quem pratica o voluntariado em processos seletivos de universidades, seja para ingresso no ensino superior, pós-graduação – como mestrados e doutorados – ou cursos de especialização.

A proposta é que sejam contatos “pontos extras” para quem presta serviços voltados a crianças, adolescentes, pessoas portadoras de deficiência, em situação de risco, idosos, ou mesmo trabalhos de ajuda aos animais e ao meio ambiente.

“Em Mato Grosso, temos exemplos belíssimos, de excelentes resultados. Com um pouco mais de incentivo às pessoas, poderemos também caminhar para termos uma sociedade em que o ser humano esteja acima de toda e qualquer condição”, defendeu Fagundes, ao tratar a matéria como sua “menina dos olhos”.

LEIA TAMBÉM

Desde 2018 as horas de trabalho voluntário já podem ser computadas nos currículos acadêmicos de estudantes de escolas e universidades, com base em diretrizes do Ministério da Educação.

Para Wellington Fagundes, incluir essa prática nos processos seletivos de universidades vai  priorizar o que há de melhor no processo de educação: a humanização e a solidariedade entre os indivíduos.

Um conceito que, segundo a especialista em universidades no exterior, Cristina Vieira, já é praticado fora do Brasil.

“Hoje em dia, as universidades americanas têm avaliado os estudantes de forma holística. Objetivamente, avaliam as suas notas. Porém, subjetivamente, avaliam-no como indivíduo”, disse ela, em trecho da justificativa do projeto de lei.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT registra aumento na arrecadação e lidera ranking brasileiro no primeiro semestre
Próximo artigoEm um final de semana, três morrem afogados em Mato Grosso