Vans paralisam e não levam alunos às escolas na segunda

Transporte escolar adere à paralisação dos caminhoneiros

(Foto: Agência Brasil)

As vans particulares que fazem transporte escolar em Cuiabá paralisam os serviços na segunda-feira (28), em função do desabastecimento provocado pela greve dos caminhoneiros. Ainda não há previsão de quando o transporte será retomado ao normal.

Também não haverá aulas em diversas unidades. É o caso das escolas estaduais e também das municipais da capital.

A presidente da Associação dos Permissionários do Transporte Escolar (Aspetre), Jussania Santos, explicou ao LIVRE que a mobilização ocorre também em solidariedade aos caminhoneiros e contra o alto preço do combustível.

“O preço normal do diesel é entre R$ 3,59 e R$ 3,69. Mas ontem tinha posto vendendo a R$ 4,57. E a maioria dos postos já não tem diesel para vender. Algumas vans têm combustível para amanhã, de outras já acabou. A continuidade ou o fim da paralisação vai depender do desenrolar da situação. Temos apoio de muitos pais também”, disse Jussania.

Leia o comunicado emitido pela Aspetre aos pais de alunos:

COMUNICADO AOS PAIS/MÃES DE ALUNOS

A ASPETRE, em nome de todos os transportadores escolares de Cuiabá- MT, comunica que não estará realizando o transporte dos alunos nesta segunda (28/05/2018) por motivos de paralisação geral. Caso o Governo não se posicione em relação aos manifestos na busca de uma solução, a paralisação continuará no decorrer dos dias. Estamos juntos na luta pelo preço abusivo do combustível. E salientando ainda da dificuldade em abastecer os veículos, visto que os postos praticamente zeraram seus estoques. Contamos com a compreensão de todos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAssembleia e Câmara também suspendem expediente na segunda
Próximo artigoAzul cancela voos em Sinop e gera revolta – veja vídeo