Vai declarar o imposto de renda? Saiba como destinar valores para causas sociais

Prefeitura de Várzea Grande vai iniciar campanha para tentar conseguir mais doações diretamente a projeto do município

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Poucas pessoas sabem, mas é possível destinar parte do valor devido ou a receber do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) para ações sociais destinadas a melhorar a vida de idosos, crianças e adolescentes.

E fazer com que essa informação chegue a mais gente foi o tema de uma reunião realizada nesta semana na Prefeitura de Várzea Grande.

No ano passado, o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FIA) do município recebeu R$ 1,4 milhão em destinações deste tipo. Dinheiro que apoia 22 instituições contempladas em Várzea Grande.

Mas a estimativa da prefeitura é que a destinação via Imposto de Renda – bem como as autorizadas por servidores públicos e demais contribuintes – têm potencial de ofertar cerca de R$ 7 milhões por ano as essas entidades.

“A informação precisa alcançar os contribuintes e nós, contadores, temos papel fundamental neste processo”, lembrou o presidente do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-MT), Paulo Ruhling.

Como fazer?

Uma das primeiras dificuldades nesse tipo de ação é que, para conseguir doar parte do imposto devido ou a receber, o cidadão precisa optar pelo modelo completo de declaração do imposto de renda.

Para muita gente, o modelo simplificado é o mais indicado, mas, neste caso, não é possível fazer destinações.

No programa de preenchimento da declaração é preciso encontrar o menu “doações diretamente na declaração” e clicar em “novo”. Ao fazer isso, será possível escolher entre a aba “crianças e adolescentes” ou “idoso”.

Depois disso, é necessário escolher o tipo de fundo e ele pode ser nacional, estadual ou municipal. No caso das opções estadual ou municipal é preciso, então, definir qual Estado e Município.

Podem ser destinados até 6% do valor devido ou da restituição do imposto, sendo que 3% desse valor têm que ser obrigatoriamente no ato do envio do documento à Receita Federal e o restante se completando ao longo do ano.

Investimento na cidade

Fazer com que os contribuintes várzea-grandenses invistam em Várzea Grande, portanto, é o objetivo da prefeitura com as ações debatidas na reunião.

“Toda ajuda faz a diferença e, quanto mais destinação houver para apoiar políticas públicas desenvolvidas em prol dos idosos, crianças e adolescentes, mais o nosso orçamento próprio poderá ser aplicado em outras frentes de trabalho dentro do Município”, destacou o prefeito Kalil Baracat (MDB).

E como neste ano o prazo para a declaração do imposto de renda foi prorrogado – de 30 de abril para 31 de maio – o prefeito acredita que a ganhou um “período favorável para fazer os esclarecimentos necessários e desenvolver essa cultura da destinação do tributo”.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia flagra abatedouro clandestino de aves em Várzea Grande
Próximo artigoInscritos no Bolsa Família com NIS final 0 recebem auxílio emergencial