Vacinação infantil: 60% das crianças ainda não tomaram vacinas previstas para 2020

Especialistas alertam para necessidade da imunização diante do retorno das aulas presenciais pelo Brasil

(Foto: Gustavo Duarte/ Prefeitura de Cuiabá)

A rede pública de Mato Grosso ainda não definiu uma data para o retorna das aulas presenciais. Os especialistas em saúde, contudo, reforçam a necessidade da carteira de vacinação em dia para essa retomada. A ideia é evitar doenças que possam ser prevenidas com vacinas.

Dados do Ministério da Saúde apontam que mais da metade das crianças brasileiras não se imunizaram com as vacinas previstas para 2020.

Em Mato Grosso, segundo o governo, as doses aplicadas ainda no primeiro ano de vida, como a Tríplice Viral e a Pentavalente, estão abaixo da meta – que varia entre 90% e 95% das crianças nascidas.

Quem procura as unidades de saúde reclama da falta de disponibilidade das vacinas. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), as estratégias para atingir a meta são de responsabilidade dos municípios.

Dia D

Em todo o Brasil acontece, neste sábado (17), o Dia D de vacinação contra a poliomielite e a Campanha Nacional de Multivacinação para atualização da Caderneta de Vacinação das crianças e adolescentes até 15 anos de idade.

Em Cuiabá, todos os postos de saúde estarão abertos entre 7h e 17h. A campanha, que começou em 5 de outubro, termina no dia 30.

LEIA TAMBÉM

Na multivacinação, o público-alvo são as crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Para as crianças de até 7 anos, serão oferecidas as vacinas como BCG, Hepatite B, Penta, Polio inativada, Febre amarela e Tríplice viral. Para crianças acima dos 7 anos e adolescentes, serão disponibilizadas as vacinas contra Hepatite B, Difteria , tétano adulto e HPV.

Para a vacinação é preciso levar o cartão de vacina, cartão do SUS ou documentos pessoais das crianças que serão vacinadas. Também devem usar máscara dentro da unidade de saúde.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFazendeiro terá que indenizar trabalhador que se acidentou após ajudar a conter fogo
Próximo artigoIncêndios no Pantanal: “é uma frustração conseguir encontrar os culpados”, diz promotor