Vacinação contra Influenza para toda população começa nesta terça-feira (28) 

Pessoas acima dos 6 meses de idade poderão receber o imunizante

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Toda a população acima de 6 meses de idade poderá receber a vacina da Influenza em Cuiabá a partir desta terça-feira (28). O Ministério da Saúde ampliou a vacinação contra gripe no último sábado (25) e a Secretaria Municipal de Saúde vai reabastecer todas as unidades básicas hoje com o imunizante.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Valéria de Oliveira, mesmo com a prorrogação da campanha contra Influenza até do dia 24 de junho, a cobertura vacinal continua muito baixa. “Nosso público alvo total da campanha é de cerca de 158 mil pessoas e conseguimos vacinar 31% desse grupo. A partir desta terça vamos liberar para toda a população e esperamos aumentar bastante a imunização contra a gripe”, disse Valéria.

Dentro dos grupos prioritários, o que teve maior cobertura foi o dos idosos, com 36,8%, seguido por profissionais da saúde, com 29,3% e crianças, com 26,5%. Os demais grupos não chegaram a atingir 20% de cobertura vacinal. “Recebemos para esta campanha pouco mais de 214 mil doses e ainda temos em estoque cerca de 100 mil. Infelizmente acabamos perdendo várias doses pelo fato de abrirmos o frasco e não aparecer mais pessoas para serem imunizadas”, comentou a coordenadora.

Todas as unidades básicas de saúde aplicam a vacina contra a Influenza, com exceção daquelas onde é aplicada a vacina de Covid para crianças (UBS Quilombo, UBS Jardim Vitória I, UBS Parque Cuiabá, UBS Pedra 90 I e II e UBS da Guia). A vacina protege contra a Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. Não é preciso fazer intervalo caso a pessoa tenha se vacinado contra a Covid.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMudança na conta de luz
Próximo artigoCombustível e energia: Governo de MT estuda meios para aplicar redução do ICMS