US$ 56 milhões: governo pede autorização à ALMT para novo empréstimo dolarizado

Recurso será aplicado em novas tecnologias, que servirão para combater a sonegação fiscal

Secretário de Fazenda, Rogério Gallo, na ALMT para apresentar impacto da pandemia na economia mato-grossense (Foto: Fablicio Rodrigues / ALMT)

Oito meses depois de emprestar US$ 250 milhões do Banco Mundial para pagar uma dívida antiga, o governador Mauro Mendes (DEM) encaminhou à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) um pedido de autorização para uma nova contratação de empréstimo.

Dessa vez, o valor é de US$ 56,2 milhões e deverá ser realizado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Na cotação do dólar desta terça-feira – R$ 5,58 –, em reais, o valor recebido  seria de R$ 315,8 milhões.

O dinheiro, segundo justificou o governo, será investido em novas tecnologias para combater a sonegação fiscal e controlar os gastos públicos no Estado.

Secretário de Fazenda (Sefaz), Rogério Gallo detalha que o montante deverá ser aplicado na segunda etapa do Programa de Apoio à Gestão dos Fiscos do Brasil (Profisco). Na primeira etapa, entre 2009 e 2019, o programa implantou a Nota Fiscal Eletrônica no Estado.

“Além disso, os investimentos em tecnologia também possibilitarão a implementação do ‘Governo Digital’, que é uma prioridade da Gestão Mauro Mendes, em que o cidadão poderá ter acesso a todos os serviços do Estado a partir de plataformas digitais”, esclareceu por meio de nota.

Gallo também enfatizou que a linha de crédito possui vantagens por oferecer taxas de juros atrativas (3,25% ao ano) e um prazo de quitação de 15 anos, além de carência de 60 meses para pagar. Com isso, o governo só começará a pagar o empréstimo em 2025.

Outra vantagem, segundo o secretário, é que o recurso já possui aval da Secretaria do Tesouro Nacional para todos os entes federados e que o valor se enquadra dentro dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito estranho esse pedido de empréstimo … até dias atrás criticavam o empréstimo em dólar feito pelo Silval que inclusive segundo o secretário estava comprometendo o pagamento da folha, agora quer fazer empréstimo em dólar no preço que está… O que é incompressível é que se fala em diminuição significativa da receita … que pode comprometer o ano. Por outro lado, vai chegar o dinheiro do FEX e também muito recurso federal … Qual a finalidade desse empréstimo … Precisa mesmo… (?) A imprensa precisa ser mais investigativa… favor apurar isso… Quem são os deputados a favor e quem são os contra… (?)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorServidores estaduais retornam ao trabalho presencial na 2ª feira, com jornada de oito horas
Próximo artigoSerá que fazer Dieta Restrita é a melhor opção e a mais eficaz?