Universitária travesti tira carteirinha na OAB e se torna primeiro registro em MT

Daniella Veyga, de 26 anos, ingressou na faculdade de Direito em 2017 e se forma no ano que vem

(Foto: Arquivo Pessoal)

A universitária Daniella Veyga, de 26 anos, se tornou a primeira travesti a entrar para os registro da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT). Na quarta-feira (8), a jovem comemorou a emissão da carteirinha de estagiária em Direito. Nas redes sociais, a conquista foi dedicada à comunidade LGBTQIA+.

Daniella começou a cursar Direito em 2017 e vai se formar em 2021. Ela conta que conseguiu entrar na universidade com uma bolsa de estudos e que já foi recusada em vagas de emprego.

Na internet, Daniella recordou as portas fechadas que as travestis encontram e as que são assassinadas antes de terem as mesmas oportunidades. Para ela, o momento é simbólico.

“Ocupo esse espaço institucional e prometo utilizar dele para fomentar e defender nosso direito a vida, nosso direito ao amor, nosso direito a felicidade”, escreveu.

LEIA TAMBÉM

Para a OAB-MT, a inscrição da universitária é um momento histórico que deve ser celebrado não só pela advocacia, mas também pela sociedade, considerando a sua relevância.

“Cumprimos com o nosso papel de guardiã do estado democrático brasileiro, garantindo a coexistência pacífica e justa entre os diferentes, respeitando a identidade de gênero, a dignidade da pessoa humana e, principalmente, o direito fundamental e básico do cidadão de ser quem é”, declarou o presidente  da Comissão da Diversidade Sexual, Nelson Freitas.

A universitária acredita que o lugar conquistado pode ser usado para lutar em favor da comunidade.

“A partir de hoje, atuarei de forma legal na defesa dos direitos das minhas irmãs”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPesquisa coreana coloca em xeque as políticas de lockdown
Próximo artigoVídeo | “Não vou enganar o povo mais uma vez”, diz ex-presidente Lula