Unidade do Fort Atacadista reabre as portas após celebrar acordo com MP

Em nova decisão da Vara Especializada do Meio Ambiente, a suspensão das atividades foi revogada e a loja recém-inaugurada voltou a operar

(Foto: Divulgação / Assessoria)

Uma nova decisão expedida pela Vara Especializada do Meio Ambiente da Capital revogou o fechamento da unidade do Fort Atacadista da Rodovia Emanuel Pinheiro, em Cuiabá. Um acordo foi firmado entre o Ministério Público e a empresa responsável pelo empreendimento antes dessa reabertura. O teor do acordo não foi divulgado.

A decisão do magistrado foi divulgada nesta sexta-feira (17), mas o estabelecimento retomou as atividades nessa quinta-feira (16). A unidade recém-inaugurada passou quase 10 dias de portas fechadas.

A suspensão das atividades

A paralisação foi determinada por Curvo em resposta a uma ação civil pública proposta pelo MP no dia 26 de novembro, data em que a unidade foi inaugurada.

De acordo com o MP, o empreendimento não teria alvará de ocupação – documento também conhecido como “habite-se” – e nem Licença Ambiental de Instalação e Operação. Além disso, parte do prédio teria sido construída em Área de Preservação Permanente.

Na decisão desta sexta-feira, Curvo relembrou, inclusive, que a liminar que determinou a paralisação das atividades era válida até que a empresa responsável obtivesse os documentos expedidos pela Prefeitura de Cuiabá, sendo eles de licenciamento ambiental e o “habite-se” para ocupação. Ou ainda até que outra decisão fosse proferida.

LEIA TAMBÉM

Acordo

Em sua última decisão, o magistrado pontuou que o MP e a empresa pediram a homologação do acordo firmado entre eles, “tendo sido apresentados nos autos Alvará de Segurança contra Incêndio e Pânico, emitido pelo Corpo de Bombeiros, Licenças Ambientais de Instalação e Operação e ‘Habite-se Parcial’ permitindo a ocupação imediata do prédio comercial.” Não foram divulgados mais detalhes desse acordo.

Curvo decidiu então pela revogação da liminar, permitindo, então, a reabertura do estabelecimento e julgou “extinto o processo com resolução do mérito.”

Retomada

O Fort Atacadista divulgou nessa quinta-feira (16) que as atividades da unidade que fica localizada na saída para Chapada dos Guimarães (67 km de Cuiabá) foram retomadas.

A unidade contou com um investimento de R$ 60 milhões e está empregando mais de 200 pessoas, essa é a 46ª unidade da bandeira de atacarejo do grupo Pereira.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm reunião no Mercosul, Bolsonaro defende combate à inflação
Próximo artigoJustiça declara ilegal greve dos policiais penais em Mato Grosso