Uma fila de 315 mil pessoas

Mato-grossenses que dependem do SUS esperam por até 400 dias para serem internados

Mais de 315 mil pessoas estão na fila para realizar algum procedimento no Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso.

Os dados foram obtidos e divulgados pelo deputado estadual Lúdio Cabral (PT). Vieram das centrais de regulação de Mato Grosso e de Cuiabá e são referentes a novembro de 2019.

“A média de espera por internação é de 493 dias”, afirma o petista, destacando que o “problema gravíssimo” e tem diversas causas.

“Há serviços que não são oferecidos pelo SUS em Mato Grosso, como a consulta com urologista, e há serviços que são oferecidos e ficam ociosos, porque a regulação não funciona como deveria”, ele sustenta.

As filas de Mato Grosso

Exames – 148 mil pessoas

  •     Ultrassonografia – 56,6 mil pessoas
  •     Endoscopia – 10,5 mil pessoas
  •     Tomografia – 6,6 mil pessoas
  •     Colonoscopia – 5,8 mil pessoas
  •     Mamografia – 5 mil pessoas
  •     Biópsia – 1,2 mil pessoas

Internações para cirurgias e tratamentos – 25 mil pessoas

  •    Cirurgia pediátrica – 1,9 mil crianças
  •    Cirurgia geral – 7,5 mil pessoas
  •    Cirurgia ortopédica – 4,8 mil pessoas

Consultas com especialistas – 141 mil pessoas

Audiência pública

O tema será debatido em audiência pública convocada pelo deputado Lúdio Cabral, no dia 6 de abril, às 19h.

Uma das questões em pauta será o conflito existente entre as centrais estadual e municipal de regulação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSecretaria sem secretária
Próximo artigoDeixada sozinha, criança de quatro anos cai do 2º andar de prédio