“Uma das maiores demonstrações de apoio ao governo”, diz Alceu Moreira

Reforma da previdência, posse de arma, comércio exterior, investimento em pesquisa e tecnologia foram alguns dos assuntos discutidos durante o encontro

Foto: Assessoria

Cerca de 130 deputados e senadores, membros da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), tomaram café da manhã com o presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (4). No evento, o presidente da Frente, Alceu Moreira (MDB-RS), agradeceu a oportunidade e afirmou que o encontro é uma grande manifestação de apoio do Congresso ao governo.

“Seu governo liberta o país das amarras e dos jogos de interesse”, disse Moreira em seu discurso para o presidente. O parlamentar criticou os movimentos estratégicos financiados por comunidades internacionais que querem, segundo ele, coibir a produção de alimentos.

Moreira elogiou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que “abre as cortinas do país e mostra a capacidade produtiva do Brasil”. Ele disse que a FPA está junta para aprovar a reforma da Previdência. “Entregaremos nossos votos por lealdade a nosso país”.

A ministra Tereza Cristina, afirmou que o Brasil nunca teve um presidente que apoiasse o setor agropecuário como o atual. “Mesmo com orçamento apertado, conseguimos um Plano Safra que atende os pequenos e médios produtores”.

Sobre o acordo entre Mercosul e União Europeia, ela afirmou que trará grandes benefícios para todo o país, mas principalmente para a modernização da agricultura, motor da economia brasileira.

Para o senador Luis Carlos Heinze (PP), vice-presidente da FPA, o Brasil se tornará a maior nação agrícola do planeta. “Chega de questões que travam o setor produtivo do nosso país. Sabemos que podemos contar com o senhor”.

O deputado Arnaldo Jardim falou sobre a visita recente à Alemanha, e pediu que o diálogo com o Ministério das Relações Exteriores seja intensificado. “Precisamos de uma ação continuada pra mudar a imagem do Brasil lá fora. Não há matriz energética mais limpa que a nossa”.

Jair Bolsonaro afirmou que ainda se sente deputado federal depois de 28 anos na Câmara. “Durante esse tempo, votei com a bancada ruralista. Esse governo é de vocês.”

Ele pediu aos parlamentares da Frente apoio para os polícias militares, federais e rodoviários com relação à reforma da Previdência. A questão das armas também foi levantada por Bolsonaro. “Arma é instrumento de defesa e garante a liberdade e a democracia.”

O presidente também falou sobre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), criada nos anos 70 pelo governo Médici. “Ela certamente será potencializada para voltar a ser o que foi”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBombeiros encontram mais um corpo na área do desastre de Brumadinho
Próximo artigoOrdem para matar agente pode ter partido de dentro da cadeia, diz delegado

O LIVRE ADS