“Uma das maiores demonstrações de apoio ao governo”, diz Alceu Moreira

Reforma da previdência, posse de arma, comércio exterior, investimento em pesquisa e tecnologia foram alguns dos assuntos discutidos durante o encontro

Foto: Assessoria

Cerca de 130 deputados e senadores, membros da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), tomaram café da manhã com o presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (4). No evento, o presidente da Frente, Alceu Moreira (MDB-RS), agradeceu a oportunidade e afirmou que o encontro é uma grande manifestação de apoio do Congresso ao governo.

“Seu governo liberta o país das amarras e dos jogos de interesse”, disse Moreira em seu discurso para o presidente. O parlamentar criticou os movimentos estratégicos financiados por comunidades internacionais que querem, segundo ele, coibir a produção de alimentos.

Moreira elogiou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que “abre as cortinas do país e mostra a capacidade produtiva do Brasil”. Ele disse que a FPA está junta para aprovar a reforma da Previdência. “Entregaremos nossos votos por lealdade a nosso país”.

A ministra Tereza Cristina, afirmou que o Brasil nunca teve um presidente que apoiasse o setor agropecuário como o atual. “Mesmo com orçamento apertado, conseguimos um Plano Safra que atende os pequenos e médios produtores”.

Sobre o acordo entre Mercosul e União Europeia, ela afirmou que trará grandes benefícios para todo o país, mas principalmente para a modernização da agricultura, motor da economia brasileira.

Para o senador Luis Carlos Heinze (PP), vice-presidente da FPA, o Brasil se tornará a maior nação agrícola do planeta. “Chega de questões que travam o setor produtivo do nosso país. Sabemos que podemos contar com o senhor”.

O deputado Arnaldo Jardim falou sobre a visita recente à Alemanha, e pediu que o diálogo com o Ministério das Relações Exteriores seja intensificado. “Precisamos de uma ação continuada pra mudar a imagem do Brasil lá fora. Não há matriz energética mais limpa que a nossa”.

Jair Bolsonaro afirmou que ainda se sente deputado federal depois de 28 anos na Câmara. “Durante esse tempo, votei com a bancada ruralista. Esse governo é de vocês.”

Ele pediu aos parlamentares da Frente apoio para os polícias militares, federais e rodoviários com relação à reforma da Previdência. A questão das armas também foi levantada por Bolsonaro. “Arma é instrumento de defesa e garante a liberdade e a democracia.”

O presidente também falou sobre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), criada nos anos 70 pelo governo Médici. “Ela certamente será potencializada para voltar a ser o que foi”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS