Um toque de ousadia à tradição: conheça as pizzas inusitadas do chef Paulo Vitor

À frente do Dom Sebastião, Paulo escolhe ingredientes que elevam os sentidos da degustação. E, acreditem, as pizzas “diferentonas” são de comer rezando!

Se existe um prato que agrada a gregos e troianos, esse prato certamente é a pizza. Mas se o paladar for refinado e exigente – e quiser transpor a barreira do tradicionalismo de uma fatia suculenta -, então você está na matéria certa.

Mesmo fiel às tradições milenares da pizza, o chef Paulo Vitor gosta de desbravar os caminhos dos sabores. E a sua criatividade tem agradado a clientela de modo certeiro.

Afinal, ter uma das suas receitas, a pizza de alho negro, indicada pelo Guia da Semana – um dos maiores portais sobre cultura e gastronomia – como uma das 11 melhores pizzas com ingredientes especiais de São Paulo é para poucos.

Não custa lembrar que a capital paulista é a segunda maior cidade que mais consome pizza no mundo, perdendo apenas para Nova York. Na capital paulistana são consumidas 720 pizzas por minuto e mais de 1 milhão por dia.

Mas antes de irmos para a parte das delícias, e entendermos como a pizza de alho negro foi descoberta em São Paulo, é preciso voltar um pouquinho no tempo. Mais precisamente no ano de 2007, quando nasceu o restaurante Dom Sebastião em Cuiabá.

Desbravando a terra nacional da pizza!

Baseada nos três pilares de criação da uma pizza genuína – técnica, ingredientes e bom forno – a primeira unidade não só fincou raízes sólidas na capital, como expandiu seus domínios.

Ousado não só nas criações culinárias, o fundador da Dom Sebastião, Paulo Leite, e o filho Paulo Vitor, buscavam um novo desafio. Era o de abrir uma unidade na terra nacional da pizza, São Paulo!

Hoje os empresários – rotulados como malucos na época – já contam com duas unidades na capital paulistana.

Chef Paulo Vitor conquista terra nacional da pizza

A boa aceitação transformou a Dom Sebastião na primeira franqueadora de pizzaria e restaurante de Mato Grosso, e hoje opera em Cuiabá, São Paulo [foi assim que a pizza de alho negro foi descoberta] e Souza (PB) – seguindo o sistema de franchising de grandes empresas.

Por suas criações, Paulo Vitor chegou a ser indicado em 2017 ao prêmio Dólmã, uma espécie de Oscar da gastronomia brasileira.

Inovar é preciso

Mas o que faz as pizzas da Dom Sebastião serem tão singulares ao paladar? Afinal, pizza não é a mesma coisa em todo lugar? Ninguém melhor que Paulo para responder.

“Por incrível que pareça, pizza não é toda igual. Gosto de dar requinte, por mais simples que seja a pizza. Os ingredientes devem ser de qualidade desde à base à finalização. Uma farinha de trigo de primeira, mussarela de boa procedência… Assim é que nasce uma verdadeira pizza”, contou o chef. A propósito, ele avalia que é preciso inovar pois o cuiabano está cada vez mais exigente.

De tradicionais a “primes”

As pizzas do menu são divididas em tradicionais, especiais e primes.

São 11 tipos de especiais que levam de mussarela de búfala a calabresa com erva-doce e presunto Parma. Ganham destaque também, as de queijo brie com cogumelos e a de marguerita com búfala.

Marguerita com muçarela de Bufala

No cardápio, as opções primes são um desafio às papilas gustativas. Não salivar enquanto lê-se os ingredientes das pizzas de burrata, carbonara e alho negro é algo praticamente impossível.

De salivar, tem ainda a pancetta defumada barriga suína temperada enrolada. Ou o presunto alemão preparado com um corte especial do pernil suíno e banhado com um mix de temperos e corantes naturais, onde aprimoram a receita as bagas de zimbro, uma especiaria usada na culinária alemã.

Panceta defumada é um dos ingredientes nobres da pizza Carbonara

“O alho negro é o alho in natura que, após passar por um processo de fermentação e ser submetido a condições de temperatura contínua, aproximadamente de 65°C, e umidade controlada, ganha novas e surpreendentes características de textura, sabor e odor”, explicou Paulo.

Sem o acréscimo de qualquer tipo de aditivo químico, a coloração preta e as outras novas características são um verdadeiro convite às criações gastronômicas mais diversas.

Conheça mais sobre o restaurante pelo site www.domsebastião.com.br ou pelo WhatsApp business(65) 3321-0007

O Dom Sebastião fica na avenida São Sebastião, 2937, bairro Quilombo. Abre de segunda a sexta-feira, das 18h à 0h e sábados, domingos e feriados, no almoço, das 12h às 15h e jantar, das 18h à 0h. Telefone: (65) 3321-0007.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAo doar rim para irmão, policial militar acaba salvando a própria vida
Próximo artigoAno bissexto, mais impostos

O LIVRE ADS