Ulysses, o voto aberto e a eleição avulsa

O deputado apresentou um projeto de resolução para alterar o regimento interno da ALMT

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O deputado estadual Ulysses Moraes (DC) apresentou, na sessão vespertina desta terça-feira (07), um projeto de resolução que prevê candidaturas avulsas na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e extingue a previsão do voto secreto.

Segundo o parlamentar, a proposta moderniza o processo de escolha dos membros da Mesa, que hoje se dá por meio da formação de chapas. “Ao permitir a candidatura daqueles deputados que não fazem parte de nenhum bloco parlamentar, a Assembleia Legislativa estará contribuindo para a busca de uma composição mais justa de sua direção”.

Para justificar a alteração do regimento interno do Legislativo, Ulysses argumenta que a sociedade deve estar representada não apenas no Parlamento, mas também na composição dos cargos da Mesa, para que a representatividade do voto tenha efeitos práticos no decorrer do mandato.

“O que se vê com o atual método, é a formação de chapas formadas sem a devida representação política dos eleitores, o que distorce o sistema e gera desconexão do Parlamento com a população”, pontua.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConab divulga pela primeira vez dados sobre a produção de etanol de milho
Próximo artigoCuiabá deixa de receber R$ 4,5 mi por mês destinados à Santa Casa