Última grande rebelião em MT deixou cinco mortos em Sinop

Rebelião durou pouco mais de 24 horas e outros 17 presos ficaram feridos no conflito

Foto: Ilustração. Penitenciária Osvaldo Florentino, "Ferrugem", em Sinop.

Há menos de um ano, a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira, conhecida como Ferrugem, em Sinop, também viveu cenas de conflito, semelhante ao que ocorreu nesta terça-feira (20) na penitenciária central de Cuiabá. Na madrugada do dia 11 de abril de 2017, cerca de 240 presos se rebelaram deixando cinco mortos e 17 feridos em meio ao conflito.

Houve tensão e ameaça de invasão por parte das Forças de Segurança. A rebelião durou pouco mais de 24 horas, sendo encerrada com a rendição dos presos na manhã do dia 12 de abril. Entre os materiais entregues pelos detentos havia uma arma de fogo e diversas armas artesanais. Quatro mortes foram confirmadas por disparos feitos pelos próprios detentos e a quinta morte ocorreu por um infarto.

Dois raios da penitenciária foram tomados pelos detentos na ocasião. O motivo do conflito era uma disputa entre facções criminosas rivais dentro do Ferrugem. Á época, nove membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) haviam sido transferidos para o presídio, causando insatisfação de membros do Comando Vermelho (CV).

Agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam), Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), Serviço de Operações Penitenciárias Especializadas (SOE) e Corpo de Bombeiros foram acionados para conter aquela rebelião.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRebelião teria sido motivada por retirada de água e ventiladores das celas
Próximo artigoMega Leilão 10.018 terá quatro etapas neste ano