UFMT vai distribuir chips de celular para alunos assistirem aulas online

O prazo de inscrição para os interessados termina nesta segunda-feira. Programa é voltado a alunos de baixa renda

(Foto: Freepik)

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) vai distribuir chips de celular com acesso a internet para alunos que não podem pagar pelo serviço. A ideia é que todos tenham condições de acessar o conteúdo das aulas remotas que estão sendo oferecidas pela instituição.

O projeto “Aluno Conectado” é uma iniciativa da Rede Nacional de Pesquisa (Ministério da Ciência e Tecnologia) e Ministério da Educação.

Os interessados têm até esta segunda-feira (21) para fazer a inscrição e enviar os documentos.

Para receber o chip é preciso comprovar renda de, no máximo, 1,5 salário mínimo por pessoa da família, não ter vínculo empregatício formal e estar matriculado em alguma disciplina ofertada pela faculdade.

Alunos que já estão inscritos no projeto de auxílio inclusão digital – que transfere R$ 70 mensais para compra de internet – também podem se inscrever no novo programa, mas ao receber o chip, terão o pagamento do auxílio suspenso.

A UFMT ainda não tem informações de quando os estudantes cadastrados no novo programa vão receber os chips. Segundo a universidade, só após finalizado o processo de seleção dos alunos operadoras de telefonia serão contratadas para fornecer o serviço.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPresos destróem cadeia pública e passam o final de semana em motim
Próximo artigoMulher denuncia que irmã está com 39kg, de tanto sofrer nas mãos do marido