Uber cria taxa variável e outras medidas para tentar segurar motoristas

Muitos têm aderido a outros aplicativos ou abandonado o aplicativo por conta da taxa fixa

REUTERS/Toby Melville/Illustration/File Photo

Acompanhando uma verdadeira debandada de motoristas que prestam serviço através de aplicativos de carona pagos, o Uber anunciou na segunda-feira (02) que a taxa fixa entre 20% e 25% será extinta e, a partir de agora, ela será variável, levando-se em consideração outros fatores, tais como distância, tempo e fluxo de trânsito.

De acordo com a empresa, as medidas visam a aumentar os ganhos dos mais de 500 mil motoristas que atendem passageiros por meio do aplicativo. Em matéria da Agência Reuters, publicada pela Agência Brasil, o diretor-geral do Uber no Brasil, Guilherme Telles, disse em entrevista que as mudanças fazem parte de “um conjunto maior de iniciativas para aumentar os ganhos de quem escolhe dirigir com nosso aplicativo, como a opção de gorjeta, que lançamos recentemente”.

Segundo ele, a mudança não afetará o preço cobrado do usuário, baseado na estimativa prévia mostrada pelo aplicativo. Além disso, o preço não varia de acordo com tempo e a distância efetivamente percorrida.

A empresa informou ainda que vai manter cobrança de preço mínimo das corridas e, “quando for o caso, o multiplicador de preço dinâmico”, que eleva os preços da plataforma quando a procura por determinada viagem, em determinado horário, é muito alta.

Em Cuiabá

Motoristas da Capital que atendem pelo aplicativo, não perceberam qualquer alteração e confessam que nem estavam sabendo das novas medidas, como o universitário Israel Rodrigues de Brito, que divide o tempo entre as viagens e os estudos da faculdade de Direito. Ele também ampliou suas possibilidades, aderindo a outras empresas, como a 99 Pop, e o novo aplicativo em operação em Mato Grosso, Urban.

“As taxas são muito altas. O Uber se isenta de muitas coisas e acaba deixando tudo ao encargo dos motoristas, fora as despesas com o carro, que temos. Enquanto em uma viagem estimada em R$ 20 eu recebo uma média de R$ 14, o Urban só desconta R$ 0,70 por viagem. E o Pop já anunciou que vai cobrar a mesma média que o Uber cobrava, ou seja, vejo mais vantagem com o Urban, acho que eles devem conquistar cada vez mais motoristas e, consequentemente, passageiros”, avalia.

Alguns motoristas já nem atendem mais por meio de aplicativos, como é o caso de Guttemberg. Ele e outros cuiabanos já haviam abandonado o serviço, especialmente pelo que consideram um valor muito inferior às taxas que pagam ao Uber.

“Já desliguei o aplicativo há uns 40 dias. Trabalhava de 14 a 16 horas por dia e e boa parte ficava para o Uber”. Conquistando uma rede de clientes, ele atualmente investe no atendimento particular dos clientes que fidelizou.

Em maio deste ano, motoristas cuiabanos – em sintonia à greve dos caminhoneiros – realizaram uma paralisação que ficou conhecida como “Uber Off“, justamente para reclamar das altas taxas.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Meu nome é Marcelo sou motorista por aplicativo em Cuiabá e Várzea Grande, existem detalhes que 99% dos passageiros não sabem, são lesados pela UBER de maneira invisível. Vou explicar uma situação que faz muita diferença….. Quando um usuário (passageiro) solicita um UBER, o sistema da UBER traça uma rota e calcula a distância/tempo para passar pro passageiro o valor exato de sua corrida, porem o GPS da uber está totalmente desatualizado para a cidade, ele traça rotas longas e da o preço fixo para o passageiro desta rota longa. O motorista gente boa faz o caminho mais curto para adiantar a corrida para o passageiro, (existem situação de encurtar a roda em 50% em relação ao que a UBER traça), a UBER por sua vez paga para o motorista a rota que foi feita de fato, porem não abre mão do valor da rota mais longa. O passageiro paga caro na corrida e o motorista recebe o “justo”…. o resto do montante fica para UBER.
    Na cidade praticamente todos motoristas UBER reclamam que a UBER está descontando 35%, 40%, do valor da corrida, está ai a verdade sobre o que está acontecendo. a URBAN vem se mostrando a melhor plataforma a se trabalhar na cidade, basta apenas os usuários começarem a utilizar com frequência e sair fora dessa roubalheira da UBER.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAneel mantém bandeira vermelha nas contas de luz de julho
Próximo artigoFerro velho no Goiabeiras pega fogo e fumaça assusta moradores de toda região Central

O LIVRE ADS