Twitter remove publicação de jornalista que sugeria o suicídio de Bolsonaro

Em uma polêmica publicação, o jornalista Ricardo Noblat sugeria o suicídio de Trump e Bolsonaro

(Foto: Reprodução)

A rede social Twitter removeu um post do jornalista Ricardo Noblat que sugeria o suicídio dos presidentes Donald Trump (EUA) e Jair Bolsonaro.

Ricardo Noblat escreve atualmente para a Veja e vem agindo como um crítico ferrenho tanto de Bolsonaro quanto de Trump.

Na publicação, Noblat diz que, se Trump se suicidar, o presidente Bolsonaro deveria fazer o mesmo.

“Se o Trump optar pelo suicídio, Bolsonaro deveria imitá-lo. Mas para que esperar pela derrota na eleição? Por que não fazer isso hoje, já, agora, neste momento? Para o bem do Brasil, nem um minuto sem Bolsonaro será cedo demais…”, escreveu o autor.

No Brasil, induzir ou incentivar alguém ao suicídio é crime previsto pelo Código Penal, com pena de 2 a 6 anos para quem estimular a ação.

O ministro da Justiça André Mendonça pediu a abertura de um inquérito para apurar a atitude do jornalista.

O autor até o momento não se pronunciou sobre a exclusão da publicação de suas redes sociais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm 2020, MT mais abriu do que fechou empresas, mas lojas físicas perderam espaço
Próximo artigoQuem quer vagões? Justiça manda Consórcio VLT vender, mas “o mercado não está para peixe”