Turismo de negócios: interesse chinês em MT passa longe do Pantanal

Governo brasileiro adota medidas para atrair mais turistas chineses; em MT, o fluxo é pequeno e com objetivo bem específico

(Foto: Secom-MT)

O Ministério do Turismo abriu as inscrições para agências de viagem brasileiras interessadas em receber turistas chineses. O cadastro é uma exigência do país asiático e estará aberto até o dia 13 de dezembro.

Presidente do Sindicato dos Guias de Turismo de Mato Grosso, Susy Miranda afirma que, embora o Estado mantenha relações comerciais diretas com o governo chinês, o fluxo de turistas daquele país ainda é pequeno por aqui.

Em 2019, só duas comitivas da China, num total de 4 pessoas, vieram a Mato Grosso. E eles tinham um objetivo bem específico: comprar soja, algodão e carne.

Susy conta que a visita foi uma espécie de “reconhecimento” dos fornecedores e que os integrantes dessas duas comitivas faziam parte do governo chinês.

Eles passaram por Campo Novo do Parecis e Primavera do Leste (distantes 400 km e 240 km de Cuiabá, respectivamente).

LEIA TAMBÉM

“Mas eles falaram também em conhecer o Pantanal em outra oportunidade”, ela afirma, acrescentando que a previsão de retorno desse grupo, acompanhado de mais empresários, era ainda neste ano.

Apesar disso, segundo o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o turista chinês é o que mais viaja pelo mundo, por isso, o governo tem adotado medidas para incluir o Brasil nessa rota.

“Precisamos aprimorar os nossos serviços para despertar cada vez mais o interesse deles. Essa chamada pública vem para isso: tornar a experiência desses visitantes inesquecível”.

O cadastro

De acordo com o Ministério do Turismo, no ano passado, 59 agências foram habilitadas em todo o Brasil para atender a turistas chineses.

Para se cadastrar, a empresa precisa conhecer os termos do acordo assinado entre as duas nações e aceitar o Termo de Responsabilidade contido no edital. O aval – ou não – fica por conta do Ministério.

O resultado da seleção será publicado no dia 20 de dezembro, no Diário Oficial da União (DOU) e no site do Ministério.

(Com informações da Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDe folga na sorveteria, policial feminina evita que homem seja morto a golpes de facão
Próximo artigoIdosa tinha obra de R$ 100 milhões na cozinha de casa e não sabia

O LIVRE ADS