Tudo o que você precisa saber sobre dependência química

O alcoolismo afeta muitas pessoas, e hoje em dia, as principais vítimas são os jovens. Saiba mais!

Algumas substâncias podem provocar graves danos ao organismo, além de alterar o comportamento do indivíduo. Assim, geralmente é necessário a internação na clínica de reabilitação. Dessa forma, descubra tudo o que você precisa saber sobre dependência química.

 

O que é dependência química?

É uso constante de substâncias nocivas que podem acarretar problemas físicos e mentais. Assim, é reconhecida como doença pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Além disso, a doença pode ser considerada um transtorno mental. Dessa forma, o uso excessivo e descontrolado pode alterar a percepção de realidade do indivíduo.

Quais substâncias causam dependência química?

As drogas mais comuns que causam dependência são: álcool, cocaína e tabaco. Além disso, segundo o CID-10 (Classificação Internacional de Doenças), outras substâncias também podem causar, como: alucinógenos, pasta-base, solventes, inalantes e derivados do crack.

 

Os tratamentos para a dependência química

A internação involuntária é para casos em que a pessoa já está debilitada. Assim, é necessário a desintoxicação.

Esse tratamento é feito com o acompanhamento médico. Dessa forma, o dependente passa a ser monitorado por especialistas para a eliminação de substâncias que estão sobrecarregando seu organismo. Assim, a fase inicial é mais intensiva para o controle das crises de abstinência.

Outra abordagem é através de medicamentos. Assim, são administrados por um psiquiatra que avalia o paciente e indica o melhor remédio.

Dessa forma, cada medicamento tem um propósito específico, como: combater a vontade de usar drogas, controle da abstinência ou para tratar as doenças originadas do uso excessivo de drogas.

A terapia comportamental também pode ser uma opção. Assim, o objetivo é desenvolver um processo de reflexão nos dependentes químicos para eles compreenderem os motivos iniciais que levaram ao uso de substâncias químicas. Além disso, a terapia e grupos de apoio podem incentivar a pessoa a buscar uma internação voluntária.

 

O apoio familiar é importante nos tratamentos de dependência química

O apoio da família é fundamental para incentivar o dependente químico no processo. Assim, os familiares ajudam na retomada produtiva do indivíduo no trabalho e na sociedade. Dessa forma, o caminho não é fácil, as recaídas podem acontecer por isso deve ser enfrentado como uma doença.

Em contrapartida, é necessário ficar atento para que o dependente químico não realize uma manipulação para abandonar o tratamento.

Sendo assim, essa doença merece atenção. Além disso, existem instituições especializadas em cada gênero. Dessa forma, é possível encontrar clínicas de recuperação masculina ou feminina.

 

Por fim, independente do tratamento escolhido, é essencial escolher um lugar que tenha a infraestrutura adequada para garantir o bem-estar de todos. Assim, antes de tomar qualquer decisão, realize diversas pesquisas para encontrar a opção ideal.

 

 

 

 

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Sou obrigado a fazer isso”, diz Bolsonaro sobre aproximação com o centrão
Próximo artigoSituação de bares e restaurantes melhora, mas maioria ainda trabalha com prejuízo