TSE rejeita recurso de Fabris e o mantém fora da AL

Condenado à prisão em segunda instância, ex-deputado foi barrado na Lei da Ficha Limpa

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não reconheceu o recurso de Gilmar Fabris (PSD) e o manteve afastado da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. A candidatura do ex-deputado estadual foi impugnada pelo Ministério Público com base na Lei da Ficha Limpa, por haver contra ele, uma condenação em órgão colegiado. Fabris disputou o pleito mesmo assim, conseguiu votos o suficiente para ser eleito, mas foi barrado.

Presidente da Corte, a ministra Rosa Weber e os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Jorge Mussi, Og Fernandes e Tarcisio Vieira de Carvalho Neto votaram pelo não reconhecimento do recurso de Fabris, que pedia a reconsideração de sua candidatura.

O ex-deputado foi candidato pela coligação encabeçada pelo governador Mauro Mendes (DEM), “Pra Mudar Mato Grosso IV”, composta pelos partidos DEM, PDT, PSD, PSC, MDB, PHS, PTC e PMB.

O MP Eleitoral destacou, contudo, a pena de seis anos e oito meses de reclusão imposta a Fabris sob a acusação de prática de crime contra a administração pública, mais especificamente peculato em continuidade delitiva. Segundo a Justiça, o ex-deputado praticou o crime 22 vezes.

Caso o recurso fosse reconhecido, mudaria completamente o quadro formado na Assembleia Legislativa. Fabris ficaria com a vaga de Allan Kardec (PDT), que se afastou para assumir a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer. Dessa forma, o Romoaldo Junior (MDB), que substitui Kardec e também fez parte da coligação de Fabris, é quem perderia a cadeira que ocupa atualmente no Parlamento. Com isso, o MDB deixaria ser a legenda com mais representatividade no Legislativo.

Gilmar Fabris obteve 22.913 votos em 2018, enquanto Allan Kardec conquistou 18.629 e Romoaldo, 18.467.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJovem que matou namorado da ex no banheiro de terminal é condenado a 15 anos de prisão
Próximo artigoMais de mil à espera: governo diz que iniciará transplantes renais ainda este ano