TSE anula cassação de Carlos Bezerra por “falta de ato grave”

Ministro Mauro Campbell diz que julgamento do TRE-MT sobre manobra nas contas da campanha de 2018 não foi fundamentado

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) derrubou a decisão colegiada que cassou o mandato do deputado federal Carlos Bezerra (MDB). O ministro Mauro Campbell acatou na noite de ontem (29) um recurso de defesa pela anulação do julgamento do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). 

Segundo o ministro, a decisão não foi fundamentada em fato que justificasse uma conduta grave para a cassação de mandato. No dia 17, a Procuradoria Geral Eleitoral usou argumento parecido ao parecer pela anulação do processo. 

“Não é razoável concluir ter havido movimentação ilícita de recursos apta macular a lisura do pleito e, consequentemente, a levar à cassação do diploma do deputado federal outorgado pela vontade popular”, disse o ministro. 

A decisão recoloca o deputado na disputa de votos nas eleições deste ano.

O TRE-MT cassou por unanimidade o mandato de Carlos Bezerra em abril por irregularidades nas contas da campanha eleitoral de 2018. O colegiado entendeu que Bezerra manobrou a prestação de contas à Justiça Eleitoral com a transferência de despesas para o diretório do MDB, comandado por ele.  

A ação teria descaracterizado várias irregularidades, entre elas o número de pessoas contratadas, despesas não declaradas e veículos e combustíveis contratados e não apontados nas contas. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAssembleia Legislativa aprova projeto que prevê porte de arma a advogados de MT
Próximo artigoTrês mandados contra abuso e exploração sexual de crianças são cumpridos em MT